RIBEIRO, João Ubaldo. Lussuria. La casa dei Budda Beati. Tradução de Cinzia Buffa. Milano: BEAT Biblioteca Editori Associati di Tascabili, 2011, 141 p.

Elena Manzato

Resumo


João Ubaldo Ribeiro, romancista, cronista, ensaísta e jornalista, deixou uma obra rica e variada no panorama da literatura brasileira. Em Sargento Getúlio, publicado em 1971, encontra-se um anti-herói violento e determinado e junto com ele mergulha-se numa linguagem inovadora e revolucionária. Viva o povo brasileiro, publicado em 1984, abarca cerca de quatro séculos de história brasileira narrados da Ilha de Itaparica. O fil rouge que reúne todos os textos de João Ubaldo é a ironia e a “dessacralização” (BERND; UTÉZA, 2001, p. 11) que o narrador dissemina nas vozes de suas personagens: a função dessacralizadora é de fato saliente na fala da protagonista de A casa dos budas ditosos, romance publicado na série Plenos Pecados da editora Objetiva em 1999.

Palavras-chave


Resenha de tradução; João Ubaldo Ribeiro; A casa dos budas ditosos; Cinzia Buffa

Texto completo:

PDF/A

Referências


RIBEIRO, João Ubaldo. Lussuria. La casa dei Budda Beati.

Tradução de Cinzia Buffa. Milano: BEAT Biblioteca Editori

Associati di Tascabili, 2011, 141 p.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2018v38n2p406



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.