Políticas públicas e dicionários para escola: o Programa Nacional do Livro Didático e seu impacto sobre a lexicografia didática.

Autores

  • Maria da Graça Krieger Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Dicionário escolar, lexicografia didática, Programa Nacional do Livro Didático.

Resumo

Este artigo objetiva tratar do Programa Nacional do Livro Didático, do Ministério da Educação do Brasil no que diz respeito à inclusão de dicionários nesse Programa. Abordam-se os princípios e critérios do processo de seleção dos dicionários que se destinam aos alunos do Ensino Fundamental das escolas públicas brasileiras. Destaca-se o Programa de 2006, que inova ao definir uma tipologia, aqui caracterizada, de dicionários para a escola . A tipologia fundamenta-se na relação entre adequação da proposta lexicográfica de cada tipo de obra à fase de ensino/aprendizagem dos alunos. Tal proposição confirma o papel pedagógico do dicionário, bem como contribui para divulgar o conceito de lexicografia didática no Brasil.

Biografia do Autor

Maria da Graça Krieger, Universidade Federal do Rio Grande

É licenciada em Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, 1968). Possui também graduação em Língua e Literatura Latinas (UFRGS, 1977). É mestre em Letras (Língua Portuguesa) pela UFRGS (1980) e doutora em Lingüística e Semiótica Geral pela Universidade de São Paulo (USP, 1990). Realizou Pós-Doutorado em Terminologia, com Maria Teresa Cabré, na Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, Espanha. É professora titular aposentada de Língua Portuguesa da UFRGS, onde ainda atua como professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Letras, orientando de Mestrado e Doutorado na área de Lexicografia e Terminologia: relações textuais. Foi fundadora e coordenadora do Projeto TERMISUL (UFRGS) até 2005. Atualmente, é professora titular da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), onde atua como professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Lingüística Aplicada. É coordenadora do grupo de Pesquisas TermiLex. Foi Presidente da Rede Iberoamericana de Terminologia (RITerm) no biênio 2004-2006, além de exercer várias outras funções como membro de Comissões Científicas e de Conselhos Editoriais. Foi membro da Comissão Técnica do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2006), do Ministério da Educação, responsável pela área de Dicionários. Possui várias publicações nas áreas de Terminologia, Lexicografia e Semiótica. Possui experiência nas áreas de Língua Portuguesa e Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: terminologia, lexicografia, terminografia, tradução e semiótica. É pesquisadora do CNPQ-nível 1B.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2006-04-30

Edição

Seção

Artigos