Ensino de biotecnologia a partir do enfoque CTSA: problematização sobre o uso e o descarte de medicamentos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2021.e67832

Palavras-chave:

Enfoque CTSA, Abordagem de biotecnologia, Meio ambiente, Medicamentos, Problematização

Resumo

O artigo aborda a Biotecnologia com foco na articulação de relações entre Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente no contexto da educação básica. Objetivou-se compreender como tal abordagem contribui para a elaboração de reflexões e posicionamentos críticos pelos estudantes de um curso profissionalizante em Meio Ambiente, a partir das interações discursivas produzidas durante o desenvolvimento de sequência didática envolvendo o uso indevido e o descarte de medicamentos. Utilizaram-se estratégias pedagógicas a partir de atividades como roda de conversa, seminários e debate. Para constituição dos dados, empregou-se a Análise Textual Discursiva, resultando na construção de categorias associadas à problematização sobre uso e descarte de medicamentos, solução dos problemas apontados e alternativas ao uso de medicamentos. Como resultados, destaca-se que os estudantes apresentaram: indícios de conscientização sobre a ingestão indevida de fármacos; posicionamento crítico com relação à ciência e à tecnologia; perspectivas de soluções para problemas associados ao descarte inapropriado de medicamentos.

Biografia do Autor

Maira Fernanda Rocha Scandelari, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Licenciatura em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2011), Especialização em Educação Ambiental e Conservação da Natureza (2013) e Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2019). Possui interesse em pesquisas sobre Educação em Ciências, Educação Não-formal, Educação Ambiental, Ensino de Biotecnologia, Interdisciplinaridade e Educação com enfoque CTSA.

 

João Amadeus Pereira Alves, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Licenciatura em Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1998), Mestrado em Educação Para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e Doutorado em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual  Paulista Júlio de Mesquita Filho (2010). Possui interesse em pesquisas sobre Formação Inicial e Continuada de Professores, Educação com enfoque CTSA; Questões Sóciocientíficas; Alfabetização Científica e Tecnológica; Teoria Crítica e Educação em Ciências.

Silmara Alessi Guebur Roehrig, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Paraná (2005), Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática pela Universidade Federal do Paraná (2013) e Doutorado em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo (2016). Possui interesse em pesquisas sobre Ensino de Física, Currículo, Educação com enfoque CTS, Teoria Histórico-Cultural da Atividade e Formação Continuada de Professores.

Referências

ALVES, J. A. P.; MION, R. A.; CARVALHO, W. L. P. Implicações da Relação Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente: subsídios para a formação de professores de Física. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 6., 2007, Bauru. Anais... Bauru, 2007.

ANGONESI, D.; SEVALHO, G. Atenção Farmacêutica: fundamentação conceitual e crítica para um modelo brasileiro. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. 3, p. 3603-3614, 2010.

AULER, D; BAZZO, W. A. Reflexões para a implementação do movimento CTS no contexto educacional brasileiro. Ciência & Educação, v. 7, n. 1, p. 1-13, 2001.

AULER, D.; DELIZOICOV, D. Ciência-Tecnologia-Sociedade: relações estabelecidas por professores de ciências. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias v. 5, n. 2, p. 337-355, 2006.

AULER, D.; DELIZOICOV, D. Investigação de temas CTS no contexto do pensamento latino-americano. Linhas Críticas, v. 21, n. 45, p. 275-296, 2015.

BORÉM, A. A história da Biotecnologia. Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, Viçosa, v. 34, n. 1, p. 11-105, 2005.

BILA, D. M.; DEZOTTI, M. Fármacos no meio ambiente. Química Nova, v. 26, n. 4, p. 523-530, 2003.

BRUM, R. C. de S. Padronização e Validação da técnica do Limulus Amebocyte Lysate (LAL) Semi-Quantitativa e Quantitativa para o Biofármaco Alfainterferona 2b Humana Recombinante. 115 f. Mestrado Profissional em Tecnologia de Imunobiológicos- Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.

CALIXTO, C. M. F; CAVALHEIRO, E. T. G. Penicilina: Efeito do Acaso e Momento Histórico no Desenvolvimento Científico. Química Nova, v. 34, n. 3, p. 118-123, 2012.

CARVALHO, W. L. P. Cultura Científica e Cultura Humanística: espaços, necessidades e expressões. 2005.147 f Tese de doutorado em Livre Docência - UNESP, Ilha Solteira, 2005.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2002.

GARCIA, G. M. P. Biotecnologia no Ensino Médio e os Indicadores de Alfabetização Científica. 2013.148 f. Dissertação de Mestrado em Ensino de Ciências - Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais, 2013.

GADELHA, C.; AZEVEDO, N. Inovação em vacinas no Brasil: experiência recente e constrangimento estruturais. História, Ciências, Saúde. v. 10, n. 2, p. 697-724, 2003.

FREIRE, L. I. F. Pensamento Crítico, Enfoque educacional CTS e o Ensino de Química. 2007. 175 f. Dissertação de Mestrado em Educação Científica e Tecnológica-Universidade Federal de Santa Catarina, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários para à prática educativa. 55ª ed., Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2017.

KORNIS, G. E. M.; BRAGA, M. H.; PAULA, P. A. B de. Transformações recentes da indústria farmacêutica: um exame da experiência mundial e brasileira no século XXI. Physis, v. 24, n. 3, p. 885-908, 2014.

LEFF, E. Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza. 1ª ed. Rio de Janeiro: Record Ltda, 2006.

LOPES, L. G.; MARCHI, M. R. R.; SOUZA, J. B. G.; MOURA, J.; LORENZON, C. S., CRUZ, C.; AMARAL, L. A. Estrogênios em águas naturais e tratadas da região de Jaboticabal - São Paulo. Química Nova, v. 33, n. 3, p. 639-643, 2010.

LOPES, S; ROSSO, S. Biologia. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. D. A. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. Temas Básicos de Educação e Ensino. 1ª ed. São Paulo: EPU, 2012.

MALAJOVICH, M. A. Biotecnologia: educando para a vida, Instituto de Tecnologia ORT, v. 1, n. 1, p. 1-9, 2012.

MALAJOVICH, M. A. Biotecnologia: Ensino e Divulgação. 2ª ed, Rio de Janeiro: BTeduc, 2016.

MARTINS, I. P.; PAIXÃO, M. de F. Perspectivas atuais ciência-tecnologia-sociedade no ensino e na investigação em educação em ciência. In: SANTOS, W. L. P. dos; AULER, D. (Orgs.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. 2011, Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2011. p.135-160.

MEDEIROS, M. S. G.; MOREIRA, L. M. F; LOPES, C. C. G. O. Descarte de medicamentos: programa de recolhimento e novos desafios. Ciência Farmacêutica Básica e Aplicada, Ceará, v. 35, n. 4, p. 651-662, 2014.

MORAES R; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. 1ª ed. Ijuí: Unijuí, 2011.

MOREIRA, M. A. Metodologias de Pesquisa em Ensino. 1ª ed. São Paulo: Livraria da Física, 2011.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica – Biologia. Curitiba: SEED/PR, 2008.

PEDRETTI, E. Teaching science, technology, society and environment (STSE) education: Preservice teachers’ philosophical and pedagogical landscapes. Science & Technology Education Library, v. 19, n. 1, p. 219-240, 2003.

PEDRETTI, E. Promoting Issues-based STSE Perspectives in Science Teacher Education: Problems of Identity and Ideology. Science & Education, v. 17, n. 8, p. 941-960, 2008.

PINHEIRO, N. Educação crítico-reflexiva para um ensino médio científico- tecnológico: a contribuição do enfoque CTS para o ensino-aprendizagem do conhecimento matemático. 2005.306 f. Tese de Doutorado em Educação Científica e Tecnológica -Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

PUTTINI, R. F; JUNIOR, A. P; OLIVEIRA, L. R. Modelos explicativos em Saúde Coletiva: abordagem biopsicossocial e auto-organização. Physis Revista de Saúde Coletiva, v. 3, n. 20, p. 753-767, 2010.

RANG, H. P.; DALE, M.M.; RITTER, J.M.; FLOWER, R.J. Farmacologia. 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

RATCLIFFE, M.; GRACE, M. Science Education for Citizenship: teaching socioscientific issues. 1ª ed. Maidenhead: Open University Press, 2003.

REIS, P. Controvérsias sócio-científicas: Discutir ou não discutir? Percursos de aprendizagem na disciplina de Ciências da Terra e da Vida. 2004. 457 f. Tese de Doutorado em Educação- Faculdade de Ciências. Universidade de Lisboa, Lisboa, 2004.

REIS, C.; PIERONI, J. P.; SOUZA, J. B. Biotecnologia para saúde humana: tecnologias, aplicações e inserção na indústria farmacêutica. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, v. 32, n. 1, p. 193-230, 2010.

REIS, P. Ciência e Educação: que relação? Interações, v. 3, n. 3, p. 160-187, 2006. Disponível em: http://repositorio.ul.pt/handle/10451/4723. Acesso em: 04 mar. 2019.

REIS, P. Da discussão à ação sociopolítica sobre controvérsias sócio-científicas: uma questão de cidadania. Ensino de Ciências e Tecnologia em Revista, v. 3, n. 1, p. 1-10, 2013.

REIS, P. A Educação em Direitos Humanos através da discussão e ação sociopolítica sobre controvérsias sociocientíficas e socioambientais. Tecendo diálogos sobre direitos humanos na educação em ciências. São Paulo: Livraria da Física, p. 305-318, 2016.

ROSA, S. E.; AULER, D. Não neutralidade da ciência-tecnologia: Problematizando silenciamentos em práticas educativas CTS. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v. 9, n. 2, p. 203-231, 2016.

SANTOS, R. A.; AULER, D. Práticas educativas CTS: busca de uma participação social para além da avaliação de impactos da Ciência-Tecnologia na Sociedade. Ciências & Educação, v. 25, n. 2, p. 485-503, 2019.

SANTOS, W. L; MORTIMER, E. F. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 7, n. 1, p. 95-111, 2001.

SASSERON, L. Alfabetização Científica no Ensino Fundamental: estrutura e indicadores deste processo em sala de aula. 2008. 281 f. Tese de Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

SISMONDO, S. Ghosts in the machine: publication planning in the medical sciences. Social Studies of Science. v. 39, n.2, p. 171-198, 2009.

STRIEDER, R. B.; KAWAMURA, M. R. D. Educação CTS: Parâmetros e Propósitos Brasileiros. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 27-56, 2017.

TANAKA, R. L.; AMORIN, M. C. S.; O mercado e as possibilidades da indústria de biofármacos no Brasil. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 16, n. 2, p. 86-92, 2014.

VIEGAS, C.; BOLZANI, V. S.; BARREIRO, E. J. Os Produtos Naturais e a Química Medicinal Moderna. Química Nova, v. 29, n. 2, p. 326-337, 2006.

VILCHES, A.; PEREZ, D.G.; PRAIA, J. De CTS a CTSA: educação por um futuro sustentável. In: SANTOS, W. L. P; AULER, D. (org.) CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa. Brasília: Editora UNB, p. 161-184, 2011.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-05-21

Edição

Seção

Artigos