Os Procedimentos Discursivos Didáticos como saberes experienciais exemplares de um formador de professores de física

Autores

  • Rodrigo Drumond Vieira Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Viviane Florentino de Melo Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • José Roberto da Rocha Bernardo Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2014v31n2p289

Palavras-chave:

Saberes docentes, Procedimentos Discursivos Didáticos, Formação de Professores

Resumo

Neste artigo partimos da problemática da profissionalização do ensino e dos saberes docentes para apresentar e discutir a nossa proposta discursiva para investigação de saberes docentes experienciais de um professor formador experiente da área de didática da física. Nossas análises privilegiam os saberes experienciais que temos chamado de “Procedimentos Discursivos Didáticos” (PDD), que são os meios (mecanismos) pelos quais os professores satisfazem seus objetivos didáticos e gerenciam o discurso estabelecido em sala de aula. A objetividade dos saberes experienciais assim identificados se baseia no caráter argumentativo, evidenciado pelas análises discursivas. Consideramos que a análise e mapeamento desses procedimentos pela pesquisa podem informar a prática de outros professores, contribuindo assim para a transformação de ideias e práticas. Concluímos reforçando a necessidade de compor um quadro procedimental mais amplo, que envolva a diversidade discursiva presente em aulas de formação de professores de ciências e de física em particular. 

Biografia do Autor

Rodrigo Drumond Vieira, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Graduado em Licenciatura em Física (2004) e Mestre em Educação (2007) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Educação (2011) pela UFMG com período sanduiche na The Pennsylvania State University (EUA). Pós-doutor em Educação (2012) pela UFMG. É Professor Adjunto do Departamento de Sociedade, Educação e Conhecimento da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF). Tem experiência como professor de física do ensino médio em escola pública e como formador de professores de física. Trabalhou como editor adjunto do periódico Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências. Realiza pesquisa em educação em ciências atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores de ciências, análise do discurso em salas de aula, argumentação, teoria da atividade e natureza das ciências.

Viviane Florentino de Melo, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Possuo graduação em licenciatura em química pela Fundação Universidade de Itaúna (2007).  Atualmente sou bolsista técnica na Universidade Federal Fluminense, e integro o grupo de pesquisa "Currículo, docência e cultura".

José Roberto da Rocha Bernardo, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Possui graduação em Bacharelado em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ (1988) e graduação em Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ (2002). Possui mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia-COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ (1998), com ênfase em propriedades físicas e nanoestruturas de filmes finos, além de experiência em análises por microscopia eletrônica de varredura e transmissão e difração de elétrons. Seu doutorado em Ensino em Biociências e Saúde foi concluído no Instituto Oswaldo Cruz, da Fundação Oswaldo Cruz-FIOCRUZ (2008), com ênfase na formação de professores para atuação na Educação em Ciências. Além do magistério no Ensino Médio, onde lecionou até 2009 no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp-UFRJ), trabalhou até 2002 em pesquisas na área de propriedades físicas de filmes finos. Atualmente, é professor do Departamento Sociedade, Educação e Conhecimento e subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense-UFF. Tem experiência nas áreas de Educação em Ciências e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores; ensino de ciências; questões sociocientíficas; educação em ciência-tecnologia-sociedade; ciência e cultura popular.

Downloads

Publicado

2013-12-04

Edição

Seção

Pesquisa em Ensino de Física