As crenças de autoeficácia de professores de Física: um instrumento para aferição das crenças de autoeficácia ligadas a Física Moderna e Contemporânea

Autores

  • Diego Marceli Rocha Doutorando - Faculdade de Educação, USP
  • Elio Carlos Ricardo Faculdade de Educação, USP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2014v31n2p333

Palavras-chave:

Crenças de Autoeficácia, Física Moderna e Contemporânea, Questionário

Resumo

As práticas docentes são regidas por diversos elementos, internos e externos aos indivíduos, que conduzem suas ações em sala de aula. As crenças de autoeficácia, propostas por Bandura (1986), são um interessante constructo psicológico que nos auxilia na compreensão do comportamento humano. Dessa forma, este estudo tem por objetivo apresentar um instrumento de medida das crenças de autoeficácia dos professores de física a respeito de seu trabalho com a Física Moderna e Contemporânea (FMC). Esse instrumento é um questionário composto de 21 itens, construído em uma escala Likert, e que foi aplicado a um conjunto de 78 professores de Física para a aferição dos seus níveis de crenças de autoeficácia no ensino e de crenças de autoeficácia pessoal. Através do processo de validação apresentado por Silveira (1993) obtivemos indícios de que o instrumento em questão é adequado para avaliar as crenças de autoeficácia no ensino e as crenças de autoeficácia pessoal dos professores de física com relação à FMC.

Biografia do Autor

Diego Marceli Rocha, Doutorando - Faculdade de Educação, USP

Elio Carlos Ricardo, Faculdade de Educação, USP

Downloads

Publicado

2013-12-04

Edição

Seção

Formação inicial e continuada do professor de Física