A filosofia sistêmica de Fritjof Capra: Um olhar ecológico para a Física e para o Ensino de Física

Daniel Pigozzo, Nathan Willig Lima, Matheus Monteiro Nascimento

Resumo


Neste artigo, apresentamos a Filosofia Sistêmica de Fritjof Capra. A partir de sua obra é possível distinguir a existência de dois paradigmas (entendidos como molduras filosóficas) no desenvolvimento da ciência moderna: o paradigma mecanicista, inspirado pela Física Clássica, e o novo paradigma, articulado a partir da Física Moderna. Segundo Capra, os problemas complexos do mundo contemporâneo podem ser mais bem enfrentados pelo novo paradigma. Para abordar o tema, apresentamos uma discussão sobre a visão de Capra acerca da natureza da ciência, da Filosofia da Física Clássica e da Filosofia da Física Moderna e suas repercussões em diferentes contextos culturais. Por fim, propomos uma extrapolação do pensamento de Capra indicando possíveis implicações de seu trabalho para a Educação em Ciências, para o Ensino de Física e suas respectivas áreas de pesquisa.


Palavras-chave


Natureza da Ciência; Epistemologia; Filosofia Sistêmica; Fritjof Capra; Misticismo Quântico; Física Quântica; Mecânica Quântica; Física Moderna; Física Moderna e Contemporânea

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABD-EL-KHALICK, F.; LEDERMAN, N. G. Improving science teachers’ conceptions of nature of science: A critical review of the literature. International Journal of Science Education, v. 22, n. 7, p. 665-701, 2000.

ABREU, R. A integração curricular na área das ciências da natureza, matemática e suas tecnologias nos parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - UFRJ, Rio de Janeiro.

AIKENHEAD, G. Review of Research on Humanistic Perspectives in Science Curricula. In: EUROPEAN SCIENCE EDUCATION RESEARCH ASSOCIATION (ESERA) 2003 CONFERENCE, Atas… Noordwijkerhout: 2003. Disponível em: https://www.usask.ca/education/profiles/aikenhead/webpage/ESERA_2.pdf.

AMÉRICO, P. A Ciência e os Sistemas: Questões de História e Filosofia Natural. 4. ed. João Pessoa: Editora Universitária, 2001.

ARAUJO, R. S.; VIANNA, D. M. A história da legislação dos cursos de Licenciatura em Física no Brasil: do colonial presencial ao digital a distância. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 32, n. 4, p. 4403-1-4403-11, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172010000400010&lng =pt&tlng=pt.

ARENDT, H. A Condição Humana. Tradução: Roberto Raposo. 13. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007. 474 p.

AULER, D. Cuidado! Um Cavalo Viciado Tende a Voltar para o Mesmo Lugar. Curitiba: Appris Editora, 2018. 151 p.

BACHELARD, G. A Filosofia do Não: Filosofia do novo espírito científico. Tradução: Joaquim José Moura Ramos. Editorial Presença, 2009. 136 p.

BACON, F. Novum organum ou verdadeiras indicações acerca da interpretação da natureza: Nova Atlântida. Tradução: J. A. R. Andrade. Abril Cultural, 1984. 272 p.

BAGDONAS, A.; SILVA, C. C. Enhancing Teachers’ Awareness About Relations Between Science and Religion. Science & Education, v. 24, n. 9, p. 1173-1199, 2015.

BARBOUR, I. G. Religion in an age of science: The Gifford Lectures 1989-1991. San Francisco: Harper Collins, 1990. 297 p. v. 1.

BATESON, G. Steps to an ecology of mind: Collected essays in anthropology, psychiatry, evolution, and epistemology. Chicago: University of Chicago Press, 2000. 533 p.

BEHRENS, M. A. A Prática Pedagógica e o Desafio do Paradigma Emergente. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 80, p. 383-303, 1999.

BEHRENS, M. A. O Paradigma Emergente e a Prática Pedagógica. Petrópolis: Vozes, 2005.

BUNGE, M. Materia y mente: Una investigación filosófica. Ciudad de México: SIGLO XXI MEXICO, 2016. 528 p.

CAPRA, F. O Tao da Física: Uma exploração dos paralelos entre a física moderna e o misticismo oriental. Tradução: Maria José Quelhas Dias & José Carlos Almeida. Editorial Presença, 1989.

CAPRA, F. As Conexões Ocultas: Ciência para uma vida sustentável. Tradução: Marcelo Brandão Cipolla. 1. ed. São Paulo: Cultrix, 2002. 296 p.

CAPRA, F. Shiva’s Cosmic Dance at CERN. Fritjof Capra, 2004. Disponível em: https://www.fritjofcapra.net/shivas-cosmic-dance-at-cern/. Acesso em: 9 set. 2019.

CAPRA, F. O Tao da Física: Uma análise dos paralelos entre a física moderna e o misticismo oriental. Tradução: José Fernandes Dias. 28. ed. São Paulo: Cultrix, 2011. 376 p.

CAPRA, F. O Ponto de Mutação: A ciência, a sociedade e a cultura emergente. Tradução: Álvaro Cabral. 25. ed. São Paulo: Cultrix, 2012. 432 p. a.

CAPRA, F. A Teia da Vida: Uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. Tradução: Newton Roberval Eichemberg. 1. ed. São Paulo: Cultrix, 2012. b.

CAPRA, F. About Fritjof Capra, 2014. Disponível em: https://www.fritjofcapra.net/about/. Acesso em: 9 set. 2019.

CAVALCANTI, C.; NASCIMENTO, M.; OSTERMANN, F. A falácia da culpabilização do professor pelo fracasso escolar. Revista Thema, v. 15, n. 3, p. 1064-1088, 2018. Disponível em: http://revistathema.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1059.

CHEW, G. F. “Bootstrap”: A scientific idea? Science, v. 161, n. 3843, p. 762-765, 1968.

CONTRERAS, J. A autonomia de professores. Tradução: Sandra Trabucco Valenzuela. São Paulo: Cortez, 2002. 296 p.

DASTON, L.; GALISON, P. Objectivity. New York: Zone Books, 2007.

DELIZOICOV, D. et al. Sociogenese do conhecimento e Pesquis em Ensino: Contribuições a partir do Referencial do Fleckiano. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 19, n. especial, p. 52-69, 2002.

DESCARTES, R. Discurso do Método. Tradução: Maria Ermantina Galvão. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

EINSTEIN, A. Über einen die Erzeugung und Verwandlung des Lichtes betreffenden heuristischen Gesichtspunkt. Annalen der Physik, v. 322, n. 6, p. 132-148, 1905. a. Disponível em: http://doi.wiley.com/10.1002/andp.19053220607.

EINSTEIN, A. Zur Elektrodynamik bewegter Körper. Annalen der Physik, v. 322, n. 10, p. 891-921, 1905. b. Disponível em: http://doi.wiley.com/10.1002/andp.19053221004.

EINSTEIN, A. Física e realidade. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 28, n. 1, p. 9-22, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172006000100003&lng=pt&tlng=pt.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade e transdisciplinaridade na formação de professores. Ideação, v. 10, n. 1, p. 93-104, 2008.

FEYERABEND, P. Against the Method. 4. ed. London: Verso, 2010. 336 p.

FEYERABEND, P. Adeus à razão. Tradução: Vera Joscelyne. 1. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2010. 400 p.

FEYERABEND, P. A Ciência em uma sociedade livre. Tradução: Vera Joscelyne. 1. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2011. 288 p.

FOSTER, J. B. The Anthropocene Crisis. Monthly Review, v. 68, n. 4, p. 9, 2016. In: HAMILTON, C.; GEMENNE, F.; BONNEUIL, C. (Eds.). The Anthropocene and the global environmental crisis: Rethinking modernity in a new epoch. London: Routledge, 2015.

FOUCAULT, M. Microfísica do Poder. Tradução: Roberto Machado. 28. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018.

FREIRE JR, O.; PESSOA JR, O.; BROMBERG, J. L. Teoria quântica - estudos históricos e implicações culturais. Campina Grande: EDUEPB, São Paulo: Livraria da Física, 2011. 456 p.

FREIRE, P. Educação “bancária” e educação libertadora. Introdução à psicologia escolar, v. 3, p. 61-78, 1997.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GALILEI, G. Dialogues Concerning Two New Sciences by Galileo Galilei. Tradução: Henry Crew & Alfonso de Salvio. New York: Macmillan, 1914. 336 p.

GOSWAMI, A. Consciousness in quantum physics and the mind-body problem. Journal of Mind and Behavior, US, v. 11, n. 1, p. 75-96, 1990.

GOSWAMI, A. O Médico Quântico: Orientações de um Físico para a Saúde e a Cura. Tradução: Euclides Luiz Calloni & Cleusa Margô Wosgrau. 1. ed. São Paulo: Cultrix, 2006. 288 p.

HARRISON, D. Teaching the Tao of Physics. American Journal of Physics, v. 47, n. 9, p. 779-783, 1979.

HEISENBERG, W. Die “beobachtbaren Größen” in der Theorie der Elementarteilchen. Zeitschrift für Physik, v. 120, n. 7-10, p. 513-538, 1943. Disponível em: http://link.springer.com/10.1007/BF01329800.

HEISENBERG, W. Physics and Beyond: Encounters and Conversations. Tradução: Arnold J. Pomerans. 1. ed. New York: Harper & Row, 1972. 267 p.

JAMMER, M. Einstein e a Religião: Física e Teologia. Tradução: Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000. 224 p.

JOHANSSON, A. et al. “Shut up and calculate”: the available discursive positions in quantum physics courses. Cultural Studies of Science Education, v. 13, n. 1, p. 205-226, 2018.

KINCHELOE, J. L.; TOBIN, K. The much exaggerated death of positivism. Cultural Studies of Science Education, v. 4, n. 3, p. 513-528, 2009.

KRAGH, H. Matter and Spirit in the Universe: Scientific and Religious Preludes to Modern Cosmology. London: Imperial College Press, 2004. 312 p.

KUHN, T. The Structure of Scientific Revolutions. 3. ed. Chicago: University of Chicago Press, 1996.

LATOUR, B. Pandora’s Hope: Essays on the reality of Science Studies. Cambridge: Harvard University Press, 1999. 226 p.

LATOUR, B. Jamais Fomos Modernos. Tradução: Carlos Irineu da Costa. 3. ed. São Paulo: Editora 34, 2013. 152 p.

LEMKE, J. The secret identity of science education: masculine and politically conservative? Cultural Studies of Science Education, v. 6, n. 2, p. 287-292, 2011. Disponível em: http://link.springer.com/10.1007/s11422-011-9326-6.

LIDGARD, S.; NYHART, L. K. Biological individuality: Integrating scientific, philosophical, and historical perspectives. Chicago: University of Chicago Press, 2017. 400 p.

LIMA, N. W. et al. A História do Fóton em Livros de Física. Enseñanza de las Ciencias, v. v. extra, p. 1953-1957, 2017.

LIMA, N. W. et al. Um Estudo Metalinguístico sobre as Interpretações do Fóton nos Livros Didáticos de Física Aprovados no PNLDEM 2015: Elementos para uma Sociologia Simétrica da Educação em Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 1, n. 2, p. 331-364, 2018. Disponível em: https://seer.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/9681.

LIMA, N. W. et al. The Polysemic Nature of Photons: Hybridization and Backwards Causation in Contemporary Undergraduate Quantum Physics Textbooks. In: INTERNATIONAL HISTORY, PHILOSOPHY AND SCIENCE TEACHING CONFERENCE, 15, 2019, Thessaloniki. Atas... Thessaloniki: 2019.

LIMA, N. W.; NASCIMENTO, M. M. Terapias Integrativas: Uma Disputa Epistemológica e Política. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, XVII, 2018, Campos do Jordão. Atas... Campos do Jordão: SBF, 2018.

LIMA, N. W.; OSTERMANN, F.; CAVALCANTI, C. J. de H. A não-modernidade de Bruno Latour e suas implicações para a Educação em Ciências. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 35, n. 2, p. 367-388, 2018.

LIMA, N. W.; OSTERMANN, F.; CAVALCANTI, C. J. H. Física Quântica no ensino médio: uma análise bakhtiniana de enunciados em livros didáticos de Física aprovados no PNLDEM2015. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 34, n. 2, p. 435, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2017v34 n2p435.

LOPES, A. R. C. Bachelard: o filósofo da desilusão. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 13, n. 3, p. 248-273, 1996. Disponível em: http://www.joinville.udesc.br/portal/ professores/susana/materiais/Bachelard.pdf.

MATTHEWS, M. R. A role for history and philosophy in science teaching. Educational Philosophy and Theory, v. 20, n. 2, p. 67-81, 1988.

MELO, T. B.; ALBUQUERQUE, M. B. De; CHRISPINO, A. ENSINO CTS NO BRASIL E CTS NA IBERO-AMÉRICA : IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DE INTERESSE POR MEIO DE REDES SOCIAIS. Ensenanza de las Sciencias, v. especial, p. 4727-4732, 2017.

MERMIN, N. D. What’s Wrong with this Pillow? Physics Today, v. 42, n. 4, p. 9-11, 1974.

MIES, M.; SHIVA, V. Ecofeminism. London: Zed Books, 2014. 360 p.

MORAES, M. C. O Paradigma Educacional Emergente. Campinas: Papirus, 2007. 240 p.

MOURA, C. B. O Ensino de Ciências e a Justiça Social: questões para o debate. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 36, n. 1, p. 1-7, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2019v36n1p1.

MOURA, M. D.; SANTOS, R. P. Detectando misticismo quântico em livros publicados no Brasil com Ciência de Dados. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 34, n. 3, p. 725-744, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/21757941.2017v34n3p725.

MUSSATO, G. A. Ontologia e epistemologia na educação científica. 2018. 156 f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - PUCRS, 2018.

NASCIMENTO, M. M. et al. Cultura política, desempenho escolar e a Educação em Ciências: um estudo empírico à luz de Pierre Bourdieu. Ciência & Educação (Bauru), v. 25, n. 2, p. 431-447, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132019000200431&tlng=pt.

OSTERMANN, F. A epistemologia de Kuhn. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 13, n. 3, p. 184-96, 1996. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/85016/000257126.pdf?sequence=1.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. A. Uma revisão bibliográfica sobre a área de pesquisa “Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio”. Investigações em ensino de ciências, v. 5, n. 3, p. 23-48, 2000.

PESA, M. A.; OSTERMANN, F. La ciencia como actividad de resolución de problemas: la epistemologia de Larry Laudan y algunos aportes para las investigaciones educativas en ciencias. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 19, p. 84-99, 2002. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/85030/000336312.pdf?sequence=1.

PESSOA JR., O. Conceitos de Física Quântica. São Paulo: Livraria da Física, 2003. 188 p. v. 1.

PONTES, F.; MELO, T. B. de; CHRISPINO, Á. Temas na pesquisa em ensino CTS brasileiro: um panorama. Indagatio Didactica, v. 8, n. 1, p. 1498-1510, 2016.

POPPER, K. Conjectures and Refutations: The growth of scientific knowledge. London: Routledge, 1963. 412 p.

REGNER, A. C. K. P. Feyerabend e o pluralismo metodológico. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 13, n. 3, p. 231-247, 1996. Disponível em: http://nutes2.nutes.ufrj.br/coordenacao/textosapoio/tap-epis-13.pdf.

ROCHA, G. R. Uma História Cultural do Reencantamento do Mundo pela Teoria Quântica. 2015. 311 f. Tese (Doutorado em História, Filosofia e Ensino de Ciências) - UFBA, 2015.

ROCHA, G. R. Uma História Cultural da Teoria da Matriz-S : Geoffrey Chew e a Filosofia de Bootstrap. Revista Brasileira de História da Ciência, v. 10, n. 1, p. 49-69, 2017.

RUTHERFORD, F. Fostering the History of Science in American Science Education. In: BEVILACQUA, F.; GIANNETTO, E.; MATTHEWS, M. R. (Eds.). Science Education and Culture: The Contribution of History and Philosophy of Science. Dordrecht: Springer Netherlands, 2001. p. 41-52.

SAITO, M. T. A gênese e o desenvolvimento da relação entre Física Quântica e misticismo e suas contribuições para o Ensino de Ciências. 2018. 354 f. Tese (Doutorado em Ciências) - USP, 2018.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008. 92 p.

SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2009.

SHAPIN, S.; SCHAFFER, S. Leviathan and the Air-Pump. Princeton: Princeton University Press, 1985.

SILVEIRA, F. L. A filosofia de Karl Popper e suas implicações no ensino da ciência. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 6, n. 2, p. 148-162, 1989.

SILVEIRA, F. L. A filosofia da ciência de Karl Popper: o racionalismo crítico. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 5, n. 2, p. 33-42, 2002. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/85014.

SILVEIRA, F. L. A Metodologia dos Programas de Pesquisa: A Epistemologia de Lakatos. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 13, n. 3, p. 219-230, 1996.

TEIXEIRA, E. S.; GRECA, I. M.; FREIRE, O. The History and Philosophy of Science in Physics Teaching: A Research Synthesis of Didactic Interventions. Science & Education, v. 21, n. 6, p. 771-796, 2012.

TOLEDO, C. E. R. et al. Os temas de pesquisa que orbitam o enfoque CTS: uma Análise de Rede sobre as Teses publicadas no Brasil. Desenvolvimento Curricular e Didática, v. 8, n. 1, p. 1367-1383, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7941.2019v36n3p704

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >