Peer Instruction e Vygotsky: uma aproximação a partir de uma disciplina de astronomia no ensino superior

Autores

  • Jamili de Paula Universidade Federal de Itajubá
  • Newton Figueiredo Universidade Federal de Itajubá
  • Denise Pereira de Alcantara Ferraz Universidade Federal de Itajubá https://orcid.org/0000-0002-1491-5741

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2020v37n1p127

Palavras-chave:

Metodologias Ativas, Peer Instruction, Teoria Sociointeracionista de Vygotsky, Ensino de Astronomia

Resumo

O presente artigo é decorrente de uma pesquisa de mestrado, cujo objetivo centrou-se em analisar as aproximações entre a teoria sociointeracionista de Vygotsky e a metodologia ativa Peer Instruction. Nesse sentido, por meio da aplicação da metodologia em uma disciplina de astronomia no Ensino Superior, o estudo em questão foi realizado. Por sua extensão e complexidade, aqui é apresentado um recorte voltado para a aproximação entre prática e teoria, focando nos pontos convergentes encontrados na aplicação da proposta. É apresentada, também, uma análise da avaliação feita pelos alunos sobre o uso da metodologia na disciplina, em que as aproximações entre os pressupostos das metodologias e os principais conceitos da teoria de Vygotsky foram feitas. Denota-se que, ainda que na gênese do Peer Instruction não se encontrem tais embasamentos teóricos, a eficácia da metodologia pode ser respaldada pela teoria de aprendizagem desenvolvida por Vygotsky.

Biografia do Autor

Jamili de Paula, Universidade Federal de Itajubá

Licenciada em Física pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (2015) e mestra em Educação em Ciências pela Universidade Federal de Itajubá (2019). Dedica-se a pesquisas em Metodologias Ativas, com ênfase em Astronomia.

Newton Figueiredo, Universidade Federal de Itajubá

Bacharel e licenciado em Física pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre e doutor em Astrofísica pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Atualmente é professor de ensino superior da Universidade Federal de Itajubá. Tem experiência na área de Astronomia, com ênfase em Cosmologia, atuando  nos seguintes temas: Radiação Cósmica de Fundo em Microondas, Radioastronomia e Instrumentação Astronômica. É docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências, atuando nas áreas de Metodologias Ativas e Ensino de Física e Astronomia.

Denise Pereira de Alcantara Ferraz, Universidade Federal de Itajubá

Psicóloga formada pela Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena, mestra em Psicologia da Saúde pela UMESP, doutora em Psicologia Social pela UERJ. Atualmente é professora de ensino superior na Universidade Federal de Itajubá. Tem experiência na área de Psicologia da Aprendizagem e Inclusão. É docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências, atuando nas áreas de Educação em Ciências na perspectiva inclusiva e Metodologias Ativas. 

Referências

ARAUJO; I. S.; MAZUR, E. Instrução pelos Colegas e Ensino sob Medida: uma proposta para o engajamento dos alunos no processo de Ensino-Aprendizagem de Física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 30, n. 2, p. 362-384, 2013.

BAUMAN, Z. Os desafios da educação: aprender a caminhar sobre as areias movediças. Cadernos de Pesquisa, v. 39, n. 137, p. 661-684, 2009.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-30, 2011.

CROUCH, C. H.; MAZUR, E. Peer Instruction: Ten years of experience and results. American Journal of Physics, v. 69, n. 9, p. 970-977, 2001.

DARSIE, M. M. P. Perspectivas Epistemológicas e suas Implicações no Processo de Ensino e Aprendizagem. Uniciências, v. 3, n. 1, p. 9-21, 1999.

DIESEL, A.; BALDEZ, A. L. S.; MARTINS, S. N. Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Thema, v. 14, n. 1, p. 268-288, 2017.

GASPAR, A. Cinquenta anos de ensino de física: muitos equívocos, alguns acertos e a necessidade de recolocar o professor no centro do processo educacional. Educação: Revista de Estudos da Educação, v. 13, n. 21, p. 71-91, 2004.

GAUTHIER, C. Da pedagogia tradicional à pedagogia nova. In: GAUTHIER, C.; TARDIF, M. A Pedagogia: Teorias e práticas da Antiguidade aos nossos dias. Petrópolis: Vozes, 2010. Cap 6, p. 153-175.

GREEN, P. J. Peer Instruction for Astronomy. Upper Saddle River: Pearson, 2003. 178 p.

JAMES, M. C. The effect of grading incentive on student discourse in Peer Instruction. American Journal of Physics, v. 74, n. 8, p.689-691, 2006.

LANGHI. R.; NARDI, R. Justificativas para o ensino de Astronomia: o que dizem os pesquisadores brasileiros? Revista Brasileira de Pesquisa em Educação, v. 15, n. 4, p. 41-59, 2014.

LANGHI, R.; OLIVEIRA, F. A.; VILAÇA, J. Formação reflexiva de professores em Astronomia: indicadores que contribuem no processo. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 35, n. 2, p. 461-477, 2018.

LENAERTS, J.; WIEME, W.; VAN ZELE, E. Peer Instruction: a case study for an introductory magnetism course. European Journal of Physics, v. 24, n. 1, p. 7-14, 2002.

MAZUR, E. Peer Instruction: A Revolução da Aprendizagem Ativa. Porto Alegre: Penso, 2015. 252 p.

MAZUR, E. WATKINS, J. Just-in-Time Teaching and Peer Instruction. In: SMIKINS, S. MAIER, M. (Eds.). Just-in-Time Teaching: Across the Disciplines, and Across the Academy. Stylus Publishing. p. 39-62. 2009.

MÜLLER, M. G. Metodologias Interativas de Ensino na Formação de Professores de Física: Um Estudo de Caso com o Peer Instruction. 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre.

MÜLLER, M. G.; ARAUJO, I. S.; VEIT, E. A.; SCHELL, J. Uma revisão da literatura acerca da implementação da metodologia interativa de ensino Peer Instruction (1991 a 2015). Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 39, n. 3, e3403, 2017.

NEVES, R. A.; DAMIANI, M. F. Vygotsky e as teorias da aprendizagem. UNIrevista, v. 1, n. 2, p. 1-10, 2006.

OLIVEIRA, M. K. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento  um processo sócio-histórico. 5. ed. São Paulo: Scipione, 2010. 112 p.

REGO, T. C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes, 2013. 139 p.

SCARINCI, A. L.; PACCA, J. L. A. Um curso de astronomia e as pré-concepções dos alunos. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 28, n. 1, p. 89-99, 2006.

SMITH, M. K.; WOOD, W.B.; ADAMS, W.K.; WIEMAN C.; KNIGHT, J.K.; GUILD, N.; SU, T.T. Why Peer Discussion Improves Student Performance on In-Class Concept Questions. Science, v. 323, n. 5910, p. 122-124, 2009.

SMITH, M. K.; WOOD, W.B.; KRAUTER, K.; KNIGHT, J.K. Combining Peer Discussions with Instructor Explanation Increases Student Learning from In-Class Concept Questions. CBE – Life Sciences Education, v. 10, n. 1, p. 55-63, 2011.

SOBREIRA, P. H. A. Astronomia no Ensino de Geografia – análise crítica nos livros didáticos de Geografia. 2002. 276 p. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SOLER, D. R.; LEITE, C. Importância e justificativas para o ensino de Astronomia: Um olhar para as pesquisas da área. In: Simpósio Nacional de Educação em Astronomia, 2, 2012, São Paulo. Disponível em: <http://snea2012.vitis.uspnet.usp.br/sites/default/files/ SNEA2012_ TCO21.pdf>. Acesso em: 13 mai 2019.

VICKREY, T.; ROSPLOCH, K.; RAHMANIAN, R.; PILARZ, M.; STAINS, M. Research-Based Implementation of Peer Instruction: A Literature Review. CBE – Life Sciences Education, v. 14, n. 1, p. 1-11, 2015.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1984. 181 p.

VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 12. ed. São Paulo: Ícone Editora, 2012. 227 p.

VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009. 496 p.

WESTBROOK, R. B. Da pedagogia tradicional à pedagogia nova. In: GAUTHIER, C.; TARDIF, M. A Pedagogia: Teorias e práticas da Antiguidade aos nossos dias. Petrópolis: Vozes, 2010, Cap. 6, p. 184-192.

WOOD, W. B. Innovations in Teaching Undergraduate Biology and Why We Need Them. Annual Review of Cell and Developmental Biology, v. 25, p. 93-112, 2009.

ZINGARO, D.; PORTER, L. Peer Instruction in computing: The value of instructor intervention. Computers & Education, v. 71, p. 87-96, 2014.

Downloads

Publicado

2020-04-06

Edição

Seção

Pesquisa em Ensino de Física