Arquimedes e a coroa do rei: problemas históricos

Roberto de Andrade Martins

Resumo


Este artigo discute a história de que Arquimedes teria descoberto a
falsificação da coroa do rei Hieron de Siracusa a partir de medidas da
água derramadas pela coroa e por iguais pesos de ouro e de prata.
Esta história, relatada pela primeira vez por Vitruvius, é repetida
constantemente em livros didáticos e em sala de aula. Esse método
atribuído a Arquimedes não seria,no entanto,adequado, por causa dos
erros introduzidos pela tensão superficial do líquido. Galileo já
suspeitava que Arquimedes teria utilizado outro método, empregando
pesagens (balança hidrostática) e não medidas de líquido derramado.
Há mais de cem anos, Berthelot encontrou um texto do início da era
cristã que confirmava a conjetura de Galileo, pois atribuía a
Arquimedes esse segundo método. Apesar disso, autores sem um bom
conhecimento sobre a história da ciência copiam-se uns aos outros e
perpetuam a velha interpretação implausível e sem base histórica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >