Cenários do Debate sobre a Natureza da Ciência nos Cursos de Licenciatura em Física no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2021.e74094

Palavras-chave:

Natureza da Ciência, Formação de Professores de Física, Saberes Docentes

Resumo

Neste trabalho tivemos o objetivo de investigar a dimensão da inserção de reflexões sobre a natureza da ciência e que aspectos da natureza da ciência são privilegiados em cursos de Licenciatura em Física (LF) de instituições de Ensino Superior (IES) públicas no Brasil. Com auxílio da Análise de Conteúdo, identificamos e analisamos ementas de 390 disciplinas que tratavam do tema presentes nos Projetos Pedagógicos de Curso e Matrizes Curriculares de 145 cursos de LF de 90 IES. Evidenciamos que a inserção de temas relativos à natureza da ciência é muito tímida nos cursos de LF, inseridas em disciplinas que representam apenas 4,65% da carga horária dos cursos, classificadas nesta pesquisa como Saberes Disciplinares de História, Filosofia, Epistemologia e Sociologia da(s) Ciência(s) e da Física (3,39%), Saberes Pedagógicos (0,94%) e Saberes Disciplinares de Física (0,32%). Além disso, as ementas foram categorizadas a partir de diferentes abordagens com relação a abrangência e profundidade do conteúdo histórico, filosófico, epistemológico e sociológico da ciência/física, e do ensino da natureza da ciência. Concluímos que há certa influência das recomendações da área de educação científica sobre o tema natureza da ciência nos currículos de LF, bem como diversidade de aspectos da natureza da ciência sendo abordados, indicando falta de consenso sobre o que deve ser ensinado.

Biografia do Autor

Gabriela Kaiana Ferreira, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora do Departamento de Física, UFSC; Doutora em Educação Científica e Tecnológica, UFSC;  Mestra em Educação Científica e Tecnológica, UFSC; Licenciada em Física, UDESC.

José Francisco Custódio, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor do Departamento de Física, UFSC; Doutor em Educação Científica e Tecnológica, UFSC; Mestre em Educação, UFSC; Licenciado em Física, UFSC.

Referências

ABD-EL-KHALICK, F. Examining the sources for our understandings about science: enduring conflations and critical issues in research on nature of science in science education. International Journal of Science Education, v. 34, n. 3, p. 353-374, 2012a.

ABD-EL-KHALICK, F. Nature of science in science education: toward a coherent framework for synergistic research and development. In: FRASER, B. J.; TOBIN, K; McROBBIE, C. (Eds.). Second International Handbook of Science Education. The Netherlands: Springer, 2012b, p. 1041-1060.

ABD-EL-KHALICK, F; LEDERMAN, N. G. The influence of history of science courses on students’ views of nature of science. Journal of Research in Science Teaching, v. 37, n. 10, p. 1057-1095, 2000.

ADÚRIZ-BRAVO, A. Una introducción a la naturaleza de la Ciencias. La Epistemología en la enseñanza de las Ciencias Naturales. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2005.

ADÚRIZ-BRAVO, A. A proposal to teach the nature of science (NOS) to science teachers: The ‘structuring theoretical fields’ of NOS. Review of Science, Mathematics and ICT Education, v. 1, n. 2, p. 41-56, 2007.

ADÚRIZ-BRAVO, A.; IZQUIERDO, M.; ESTANY, A. Una propuesta para estructurar la enseñanza de la filosofía de la ciencia para el profesorado de ciencias en formación. Enseñanza de las Ciencias, v. 20, n. 3, p. 465-476, 2002.

ALLCHIN, D. Evaluating knowledge of the nature of (Whole) Science. Science Education, v. 95, n. 3, p. 518-542, 2011.

ALMEIDA, A. V.; FARIAS, C. R. O. A Natureza da Ciência na Formação de Professores: Reflexões a partir de um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n. 3, p. 473-488, 2011.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Edição revista e ampliada, São Paulo, Brasil: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP 009, de 8 de maio de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. 2001a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES1301.pdf. Acesso em: 18 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior, Parecer nº 1.304/01, de 06 de novembro, 2001b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES1304.pdf. Acesso em: 18 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13448-diretrizes-curiculares-nacionais-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 18 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação/Conselho Pleno, Resolução nº 2, de 01 de julho, 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 18 nov. 2020.

CARVALHO, A. M. P.; VANNUCCHI, A. O currículo de física: inovações e tendências dos anos noventa. Investigações em Ensino de Ciências, v.X, n.X, 1995. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/public/ensino/N1/1artigo.htm. Acesso em: 16 set. 2015.

CLOUGH, M. P. Learners’ responses to the demands of conceptual change: considerations for effective nature of science instruction. Science & Education, v. 15, n. 5, p. 463-494, 2006.

CLOUGH, M. P. Teaching the nature of science to secondary and post-secondary students: Questions rather than tenets. The Pantaneto Forum. 25, 2007.

CLOUGH, M. P. Teaching and Learning About the Nature of Science. Science & Education, v. 27, p. 1-5, 2018.

COLL, C. Hacia la elaboración de un modelo de diseño curricular. Cuadernos de Pedagogía, 139, 1986. p. 8-10.

CUTRERA, G. E. La Actividad Científica y la Génesis del Conocimiento Científico en los Textos Escolares de Ciencias Naturales: Un análisis de clasificación. Revista Iberoamericana de Educación, 2003.

DELIZOICOV, D. Editorial. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 13, n. 3, 182-183, dez. 1996.

DELIZOICOV, D. Docência no ensino superior e a potencialização da pesquisa em Educação em Ciências. In: GARCIA, N. M. D et al. (Orgs.) A pesquisa em Ensino de Física e a sala de aula: articulações necessárias. São Paulo : Editora Livraria da Física, 2012. p. 215-226.

DRIVER, R. H. et al. Young people’s images of science. Buckingham: Open University Press, 1996.

DUARTE, M. C. A história da ciência na prática de professores portugueses: implicações para a formação de professores de ciências. Ciência & Educação, v. 10, n. 3, p. 317-331, 2004.

DUSCHL, R. A.; GRANDY, R. Two views about explicitly teaching Nature of Science. Science & Education, v. 22, n. 9, p. 2109-2139, 2013.

EL-HANI, C. N. Notas sobre o ensino de história e filosofia da ciência na educação científica de nível superior. In: SILVA, C. C. (Org.). Estudos de história e filosofia das ciências: subsídios para aplicação no ensino. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2006. cap. 1, p. 3-21.

FERREIRA, G. K. Reflexões sobre a natureza da ciência: configurações e intenções na formação de professores de física. 2018. 363 f. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

FERREIRA, G. K.; CUSTÓDIO, J. F. Reflexões sobre a Natureza das Ciências nos Cursos de Licenciatura em Física no Brasil: breve retrato das configurações atuais. Enseñanza de las ciencias: revista de investigación y experiencias didácticas, v. n. extr, p. 3677-3681, 2017.

FERREIRA, J. M. H.; MARTINS, A. F. P. Avaliando a inserção da temática natureza da ciência na disciplina de história e filosofia da ciência para graduandos em Física da UFRN. In: PEDUZZI, L. Q.; MARTINS, A. F. P.; FERREIRA, J. M. H. (Orgs.). Temas de História e Filosofia da Ciência no Ensino. Natal: EDUFRN, 2012. p. 155-181.

FORATO, T. C. M.; PIETROCOLA, M.; MARTINS, R. A. Historiografia e natureza da ciência na sala de aula. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 28, n. 1, p. 27-59, jan. 2011.

FORATO, T. C. M.; BAGDONAS, A.; TESTONI, A. Episódios históricos e natureza da ciência na formação de professores. Enseñanza de las Ciencias, nº extraordinário, p 3511-3516, 2017.

GARCÍA-CARMONA, A.; VÁZQUEZ-ALONSO, Á.; MANASSERO-MAS, M. A. Estado actual y perspectivas de la naturaleza de la ciencia: una revisión de las creencias y obstáculos del profesorado. Enseñanza de las Ciencias, v. 29, n. 3, p. 403-412, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.5565/rev/ec/v29n3.443.

GARCÍA-CARMONA, A.; VÁZQUEZ-ALONSO, Á.; MANASSERO-MAS, M. A. Comprensión de los estudiantes sobre naturaleza de la ciencia: análisis del estado actual de la cuestión y perspectivas. Enseñanza de las Ciencias, v. 30, n. 1, p. 23-34, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.5565/rev/ec/v30n1.442.

GARCÍA-MARTÍNEZ, Á.; IZQUIERDO-AYMERICH, M. Contribución de la Historia de las Ciencias al desarrollo profesional de docentes universitarios. Enseñanza de las Ciencias, v. 32, n. 1, p. 265-281, 2014.

GATTI, S. R. T.; NARDI, R.; SILVA, D. A história da ciência na formação do professor de Física: subsídios para um curso sobre o tema atração gravitacional visando às mudanças de postura na ação docente. Ciências & Educação, v. 10, n. 3, p. 491-500, 2004.

GIERE, R. N. Explaining Science: a cognitive approach. Chicago: University of Chicago Press, 1990. 344 p. (Science and Its Conceptual Foundations Series).

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GIL-PÉREZ, D. et al. Para uma imagem não deformada do trabalho científico. Ciência & Educação, v. 7, n. 2, p. 125-153, 2001.

HACKING, I. Representar e Intervir: Tópicos Introdutórios de Filosofia e Ciência Natural. Rio de Janeiro: Eduerj, 2012. 406 p.

HARRES, J. B. S. Uma revisão de pesquisas nas concepções de professores sobre a natureza da ciência e suas implicações para o ensino. Investigações em Ensino de Ciências, v. 4, n. 3, 1999. p. 197-211.

IRZIK, G.; NOLA, R. A Family Resemblance Approach to the Nature of Science for Science Education. Science & Education, v. 20, n. 7-8, p. 591-607, 2011.

LEDERMAN, N. G. Students’ and teachers’ conceptions of the nature of science: a review of the research. Journal of Research in Science Teaching, v. 29, n. 4, p. 331-359, 1992.

LEDERMAN, N. G. Research on Nature of Science: Reflections on the Past, Anticipations of the Future. Asia-Pacific Forum on Science Learning and Teaching, v. 7, n. 1, 1–11, 2006.

LEDERMAN, N. G. Nature of Science: past, present, and future. In: ABELL, S. K.; LEDERMAN, N. G. (Ed.), Handbook of Research on Science Education, Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 2007. p. 831-880.

LEDERMAN, N. G.; ABD-EL-KHALICK, F. Avoiding de-natured science: Activities that promote understandings of the nature of science. In: McCOMAS, W. F. (Ed). The Nature of Science in Science Education: Rationales and Strategies. Dordrecht: Kluwer, 1998. p. 83-126.

LEDERMAN, N. G. et al. Preservice teachers’ understanding and teaching of nature of science: An intervention study. Canadian Journal of Science, Mathematics, and Technology Education, 1, p. 135-160, 2001.

LEDERMAN, N. G. et al. Views of Nature of Science Questionnaire: Toward Valid and Meaningful Assessment of Learners’ Conceptions of Nature of Science. Journal of Research in Science Teaching, v. 39, n. 6, p. 497-521, 2002.

LEDERMAN, N. G.; BARTOS, S. A.; LEDERMAN, J. S. The development, use, and interpretation of Nature of Science assessments. In: MATTHEWS, M. R. (Ed.). International Handbook of Research in History, Philosophy and Science Teaching. The Netherlands: Springer, 2014, p. 971-997.

LONDERO, L. A História e a Filosofia da Ciência na formação de professores de Física: controvérsias curriculares. História da Ciência e Ensino: construindo interfaces, v. 11, 2015.

LONGINO, H, Cognitive and non-cognitive values in science: rethinking the dichotomy. In: NELSON, L. H.; NELSON, J. (Ed.). Feminism, science and the philosophy of science. Dordrecht: Kluwer Academic Press, 1996. p. 39-58.

MARTINS, A. F. P. História e Filosofia da Ciência no Ensino: Há muitas pedras nesse caminho... Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p. 112-131, ago. 2007.

MARTINS, A. F. P. Natureza da Ciência no ensino de ciências: uma proposta baseada em “temas” e “questões”. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 32, n. 3, p. 703-737, maio 2015.

MARTINS, R. A. O que é a ciência do ponto de vista da epistemologia? Caderno de Metodologia e Técnica de Pesquisa, v. 9, p. 5-20, 1999.

MATTHEWS, M.R. Science teaching: the role of history and philosophy of science. New York: Routledge, 1994.

MATTHEWS, M. R. História, filosofia e ensino de ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 12, n. 3, p. 164-214, jan. 1995.

MATTHEWS, M. R. Changing the focus: from nature of science to features of science. In: KHINE, M. S. (Ed.). Advances in nature of science research. Dordrecht: Springer, 2012. p. 3-26.

McCOMAS, W. F. Seeking historical examples to illustrate key aspects of the nature of science. Science & Education, v. 17, n. 2-3, p. 249-263, 2008.

McCOMAS, W. F. Understanding how science works: the nature of science as they foundation for science teaching and learning. The School science review, v. 98, p. 71-76, 2017.

McCOMAS, W. F.; ALMAZROA, H.; CLOUGH, M. The Nature of Science in Science Education: an introduction. Science & Education, v. 7, n. 6, p. 11-532, 1998.

McCOMAS, W. F.; CLOUGH, M.; ALMAZROA, H. The role and character of the Nature of Science in Science Education. In: McCOMAS, W. F. (Ed.). The Nature of Science in Science Education: rationales and strategies. The Netherlands: Kluwer, 1998, p. 3-39.

McCOMAS, W. F.; OLSON, J. K. The Nature of Science in international science educational standards documents. In: McCOMAS, W. F. (Ed.). The Nature of Science in Science Education: rationales and strategies. The Netherlands: Kluwer, 1998. p. 41-52.

McCOMAS, W. F.; NOURI, N. The Nature of Science and the Next Generation Science Standards: Analysis and Critique. Journal of Science Teacher Education, v. 27, p. 555-576, 2016.

MOREIRA, M. A.; MASSONI, N. T.; OSTERMANN, F. “História e Epistemologia da Física” na Licenciatura em Física: uma disciplina que busca mudar concepções dos alunos sobre a Natureza da Ciência. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 29, n. 1, 129-134, 2007.

MOURA, C. B. et al. Entre o histórico e o contemporâneo: abordando as práticas científicas em um curso sobre história e filosofia das ciências. Enseñanza de las Ciencias, nº extraordinário, p. 3517-3523, 2017.

NICOLODELLI, D. N. Mapas conceituais como ferramentas para a organização do conhecimento em uma disciplina sobre a história da física. 2011. 206 f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

OSBORNE, J. F. et al. What “Ideas-about-Science” should be taught in school science? A Delphi study of the expert community. Journal of Research in Science Teaching, v. 40, n. 7, p. 1-34, 2001.

OSBORNE, J. F. et al. What “Ideas-about-Science” should be taught in school science? A Delphi study of the expert community. Journal of Research in Science Teaching, v. 40, n. 7, p. 692-720, 2003.

PEREIRA, G. J. S. A.; MARTINS, A. F. P. A inserção de disciplinas de conteúdo histórico-filosófico no currículo dos cursos de licenciatura em Física e em Química da UFRN: uma análise comparativa. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 28, n. 1, p. 229-258, jan. 2011.

PRADO, F. D. Experiências Curriculares com História e Filosofia da Física. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 6, n. especial, p. 9-17, jun. 1989.

RAPOSO, W. L. História e Filosofia da Ciência na Licenciatura em Física, uma proposta de ensino através da pedagogia de projetos. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 31, n. 3, p. 722-738, maio 2014.

RODRÍGUEZ, R. Y. A.; ADÚRIZ-BRAVO, A. Concepciones emergentes de naturaleza de la ciencia para la didáctica de las ciencias. Enseñanza de las Ciencias, n. extraordinário, p. 3499-3504, 2017.

ROSA, K.; MARTINS, M. C. A inserção de História e Filosofia da Ciência no Currículo de Licenciatura em Física da Universidade Federal da Bahia: Uma visão de professores universitários. Investigações em Ensino de Ciências, v. 12, n. 3, p. 321-337, 2007.

RYDER, J. Identifying science understanding for functional scientific literacy. Studies in Science Education, v. 36, n. 1, p. 1-44, 2001.

RYDER, J. School science education for citizenship: strategies for teaching about the epistemology of science. Journal of Curriculum Studies, v. 34, n. 6, p. 637-658, 2002.

SCHWARTZ, R. S.; LEDERMAN, N. G.; CRAWFORD, B. Understanding the nature of science through scientific inquiry: An explicit approach to bridging the gap. Paper presented at the annual meeting of the National Association for Research in Science Teaching, New Orleans, LA, 2000.

SCHWARTZ, R. S.; LEDERMAN, N. G.; CRAWFORD, B. Developing views of nature of science in an authentic context: An explicit approach to bridging the gap between nature of science and scientific inquiry. Science Education, Hoboken, v. 88, n. 4, p. 610-645, 2004.

STAUB DE MELO, A. C. Contribuições da Epistemologia Histórica de Bachelard no Estudo da Evolução dos Conceitos da Óptica. 2005. 199 f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

STAUB, A. C.; PEDUZZI, L. O. Q. Diálogo entre história e filosofia da ciência em uma disciplina de evolução dos conceitos da física. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 4, 2003, Bauru. Atas... Porto Alegre: s. n., 2004.

TARDIF, M. Os professores diante do saber: esboço de uma problemática do saber docente. In: TARDIF, M. Saberes Docentes e Formação Profissional. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2014a. p. 31-55.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: Elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências para a formação docente. In: TARDIF, M. Saberes Docentes e Formação Profissional. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2014b. p. 245-276.

TOZONI-REIS, M. F. C. Metodologia da Pesquisa. 2. ed. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2010.

Downloads

Publicado

2021-09-20

Edição

Seção

Ensino e aprendizagem de Ciências/Física