Crise estrutural do capital, mudanças no mundo do trabalho e suas mediações na educação física

Vilmar José Both

Resumo


Esse artigo trata das mudanças no mundo do trabalho a partir da crise da década de 1970 e de suas mediações na Educação Física. Apresentamos, portanto, elementos de estudos e de pesquisa realizada no campo empírico que demonstram as condições de trabalho e formação a que estão submetidos os professores da área diante das novas demandas do capital. Finalizamos, demonstrando o caráter de adaptação às necessidades do capital que a formação profissional da área vem promovendo e apontamos para uma formação com base num viés crítico ao modo de produção capitalista e a necessidade de superação do mesmo.

Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n36p45



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA