Implantação da brinquedoteca enquanto espaço de produção do conhecimento em uma escola do campo: desafios e possibilidades

Vera Licia Baruki, Juliane Martins Alencar, Keli Roberta Ávila Cruz

Resumo


 

 

O lúdico utilizado como prática alternativa é importante facilitador na aquisição do conhecimento, assim, essa pesquisa tem como objetivo geral: identificar os impactos da criação e uso de uma brinquedoteca na Educação do Campo e como objetivos específicos: delinear como o espaço interfere nas relações entre alunos e professores e investigar como o local pode contribuir para a formação do conhecimento, criticidade, criatividade e identidade na Educação no Campo. A pesquisa é do tipo qualitativa e os sujeitos participantes foram dez alunos do terceiro ano e cinco professores do 1º ao 5º ano da Escola Municipal Agrícola Governador Arnaldo Estevão de Figueiredo. Os dados foram coletados através de questionários semiestruturadas. A brinquedoteca mostrou-se como um espaço de desenvolvimento de atividades sistematizadas utilizadas pelos docentes. Nela os momentos livres se mostraram importantes para o fortalecimento do senso de grupo entre os educandos e a identidade rural evidenciou-se, não pelo repertório de brinquedos disponível, mas pelas brincadeiras e usos contextuais.


Palavras-chave


Educação no campo; Brinquedoteca; Aprendizado; Ensino

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n39p14



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA