Jovens: escola, futebol e projetos de vida

Bruno Martins Ferreira, Osmar Moreira de Souza Junior, Luana Zanotto, Fernando Donizete Alves

Resumo


Esse artigo buscou compreender os projetos de vida de 11 meninos entre quinze e dezesseis anos, estudantes do primeiro ano de ensino médio de uma escola estadual situada em São Carlos-SP. De abordagem qualitativa, aplicaram-se questionários seguidos pela formação de grupos focais. Os resultados foram organizados em quatro categorias: “significado de ser jovem”, “significação da escola na vida dos jovens”, “significado do futebol na vida dos jovens” e “jovens, projetos de vida, crenças e desejos sobre o futuro”. Os participantes apontaram a escola como base em seus futuros, legitimando o cumprimento do ciclo regular na ideia de ser “alguém na vida”. Somado a isso, o futebol foi significado como modo de socialização, paixão, lazer e sonho, sendo visto como possibilidade de valorização pessoal, social e financeira, embora fora deflagrada a dificuldade de tal desejo ser sustentável em relação a crença dos próprios jovens.


Palavras-chave


Projeto de vida; Futebol; Escola

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29n51p174



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA