Ação dialógica na Educação Física: considerações educacionais teóricas e pedagógicas de movimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e72870

Palavras-chave:

Educação física, Experiência, Dialógico, Movimento, Educação reflexiva

Resumo

As sociedades plurais exigem que seus membros lidem com a pluralidade de maneira consciente e responsável. Este artigo discute a questão de qual contribuição a educação física pode dar para desenvolver a capacidade de pluralismo entre os alunos. Como resposta, é feita referência ao conceito didático de ensino de educação física aberta à experiência, cujo centro é o diálogo ou o desenvolvimento da capacidade de agir em diálogo. Com base nesse objetivo, quatro conceitos de diálogo são discutidos: 1. O conceito de diálogo com referência a Paulo Freire; 2. Educação entendida como auto-educação; 3. O conceito de movimento dialógico; 4. A conexão dialético-dialógica entre teoria e prática no sentido de uma educação física reflexiva.

Biografia do Autor

Reiner Hildebrandt-Stramann, Universidade Técnica de Braunschweig Instituto de ciências de esporte e da pedagogia de movimento

Prof. Dr. do Instituto de ciências de esporte e da pedagogia de movimento da Universidade Técnica de Braunschweig

Braunschweig - Alemanha

 

Referências

BARROSO DE CASTRO, Felipe. Educação Física aberta à experiência: Um diálogo com as cinco teses de Hildebrandt-Stramann (2009). Kinesis, Santa Maria v.36, n.3, 2018. p. 115–127.

BUYTENDIJK, Frederik. J. J. Allgemeine Theorie der menschlichen Haltung und Bewegung. Berlin, Göttingen, Heidelberg: Ed. Springer, 1956.

FREIRE; Paulo. Pedagogia do Oprimido. Paz e Terra. 1983. 15. Edição.

GADOTTI, Moacir. Aos leitores. In: Gadotti, M.; Freire, P.; Guimarães, S.: Pedagogia: Diálogo e conflito. São Paulo: Cortez, 1985, p. 9-13.

HILDEBRANDT, Reiner; LAGING, Ralf. Concepções abertas no ensino da educação física. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1986.

HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Quais os rumos da educação física? In: KUNZ, Elenor; HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. (Org.). Intercâmbios científicos internacionais em educação física e esportes. Ijui/ RS: Ed. Unijuí, 2004. p. 71-84.

HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Textos pedagógicos sobre o ensino da Educação Física. Iuji, RS: Ed. Unijuí, 2001.

HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Visão pedagogia de movimento. In: HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Textos pedagógicos sobre o ensino da educação física. Ijui/ RS: Ed. Unijuí, 2001a., p. 44-66.

HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Educação Física aberta à experiência. Uma concepção didática em discussão. Rio de Janeiro: Imperial NOVO MILÊNIO, 2009.

HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner & TAFFAREL, Celi. Formação de professores e trabalho educativo na Educação Física. Jjui, RS: Editora Uniju, 2017.

KUNZ, Elenor. Educação Física: Ensino & Mudanças. Ijui, RS. Unijuí, 1991.

KUNZ, Elenor. Transformação didático pedagógica do esporte. Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 1994; 2010, 9. edição.

MERLEAU-PONTY,Maurice. Phänomenologie der Wahrnehmung. Berlin: Gruyere, 1966.

PEREIRA, Eva. W.; FRANCA ROCHA, Lúcia. M. Escola Parque de Brassília: uma experiência de educação integral. In: PEREIRA, Eva. W.; COUTINHO, Laura. M.; RODRIGUES, Maria. A.; HENRIQUES, Cinira. M. N.; MAGALHÃES SOUZA, Francisco H.; FRANCA ROCHA, Lúcia M. (Org). Nas asas de Brasília. Memorias de uma utopia educativa (1956-1964). Brasilia, Ed. Universidade de Brasília, 2011, pag. 161-178.

SCHERER, Hans-Georg.: Brückenschläge. Interdisziplinäre Forschung zwischen Sportpäda- gogik und Bewegungswissenschaft. Baltmannsweiler: Schneider, 2018.

TAMBOER, Jan. Sich Bewegen – ein Dialog zwischen Mensch und Welt. sportpädagogik 3, (2), 1979, p. 14-19.

TREBELS, Andreas H. Plaidoyer para um diálogo entre teorias do movimento humano e teorias do movimento no esporte. RBCE, Maringá V.13, n.3, 1992, p.338-344.

TREBELS, Andreas H. A Concepção Dialógica do Movimento Humano; uma Teoria do “Se-movimentar”. In: KUNZ, E.; TREBELS, Andreas H. (Org.). Educação Física Critico Emancipatória. Iujui, RS: Ed. Unijuí, 2010, p. 23-48.

WEIZSÄCKER, Victor von. Der Gestaltkreis. Frankfurt, M.: Suhrkamp, 1966.

Downloads

Publicado

2020-08-05

Edição

Seção

Porta Aberta