Apreciação da base nacional comum curricular e a educação física em foco

Laine Rocha Moreira, Marcos Renan Freitas de Oliveira, Marta Genú Soares, Meriane Conceição Paiva Abreu, Suziane Chaves Nogueira

Resumo


O presente artigo analisa o manuscrito da Base Nacional Comum Curricular e compreende a concepção de Educação Física por ele proposta. Identifica a concepção atribuída à educação física pela Base Nacional Comum Curricular. Metodologicamente, utiliza a análise bibliográfica e documental (Base Nacional Comum Curricular), a dialética como método e aplica a análise de conteúdo, para tratar os dados. Constata que a Base Nacional Comum Curricular localiza a educação física na área da linguagem e a filia a um ecletismo no que diz respeito a sua concepção e corpo de conhecimento específico, gerando dada incoerência nos conteúdos e nos processos formativos deste campo de conhecimento. Concluiu que o manuscrito concretiza uma aliança entre educação e capital, defendendo os interesses dos grupos hierárquicos centrais, transformando o direito à educação em serviço mercadológico.


Palavras-chave


Educação Básica; Educação Física; Currículo

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALVES, Nilda. Sobre a possibilidade e a necessidade curricular de uma base nacional comum. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03 p. 1464 - 1479 out./ dez. 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em 25 de novembro de 2015.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1998. Obra coletiva de autoria da Editora Saraiva com a colaboração de Luiz Roberto Curia, Lívia Céspedes e Juliana Nicoletti. 47. ed. atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2012. (Coleção Saraiva de legislação).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/ 96. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm Acesso em janeiro de 2015.

BRASIL. Planejando a próxima década: conhecendo as 20 metas do PNE. Disponível em http://pne.mec.gov.br/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf Acesso em 25 de novembro de 2015.

BRASIL. Plano Nacional de Educação decênio 2011-2020. Brasília, Ministério da Educação (MEC), 2010.

CHEPTULIN, Alexandre. A dialética materialista: categorias e leis da dialética. São Paulo: Alfa-Ômega, 1982.

CÓSSIO, Maria de Fátima. Base Comum Nacional: uma discussão para além do currículo. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03 p. 1570 - 1590 out./ dez. 2014.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do Ensino de Educação Física. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez, 2012.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós- modernas da teoria Vigotskiana. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

EDLING, Silvia. O conceito de pluralidade no currículo nacional sueco: estudando a impotancia de livros didáticos teóricos de formação de professores para interpretar e constatar as diferentes facetas de violência no trabalho diário de professores. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03 p. 1530 - 1555 out./ dez. 2014.

ESCOBAR, Micheli Ortega. Coletivo de Autores: a cultura corporal em questão. In: COLETIVO DE AUTORES. (Posfácio). Metodologia do ensino de educação Física. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez, 2009.

FREITAS, Luiz Carlos de. Os reformadores Empresariais da Educação: da desmoralização do magistério à destruição do sistema público de educação. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 33, n. 119, p. 379-404, abr./ jun. 2012.

GEHRES, Adriana de Faria. Dança. In: GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo (org.). Dicionário crítico de educação física. 3. ed. rev. e ampl. Ijuí: Ed. Unijuí, 2014. 680 p.

MACEDO, Elizabeth. Base Nacional Curricular Comum: novas formas de sociabilidade produzindo sentidos para educação. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03 p. 1530 - 1555 out./ dez. 2014.

PRADO, Iara Glória Areias. O MEC e a reorganização curricular. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392000000100011 Acesso em janeiro de 2015.

PRICE, Todd Alan. Comum pra quem? Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03. p. 1614 - 1633 out./ dez. 2014.

SÜSSEKIND, Maria Luiza. As (im) possibilidades de uma base comum nacional. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 03 p. 1512 - 1529 out./ dez. 2014.

TAFFAREL, Celi Nelza Zulke. et al. Formação de professores de educação física para a cidade e o campo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 9, n. 2, p. 153-179, 2006.

VYGOTSKY, Liev Semiónovich. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VYGOTSKY, Liev Seminiónovich; LURIA, Alexander Romanovich; LEONTIEV, Alexei Nikolaievich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, Editora da Universidade de São Paulo, 1998, p. 103-117.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n48p61



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA