Formação em balé clássico no Brasil: percepções sobre as novas formas de ensino e o instável mercado para bailarinos a partir de um contexto específico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2022.e86362

Palavras-chave:

Balé, Formação, Profissionalismo, Mercado

Resumo

A pesquisa teve como objetivo investigar uma instituição de formação em balé e identificar características pedagógicas. A abordagem se deu por meio de observação direta e de entrevistas com professores e bailarinos. Percebeu-se preocupação com a imagem de autoritarismo atrelada a esse ambiente por parte dos professores e, nas falas dos bailarinos, a existência de marcas de sofrimento causadas pela percepção de que seus esforços podem não ser suficientes para atingir sucesso. Identificou-se que existe uma transição entre o professor autoritário e o educador. Além disso, os professores demonstraram entender que o mercado do balé clássico no Brasil é exíguo e, assim, identificaram que as pedagogias devem trabalhar também valores e capacidades sociais e profissionais mais amplas. Isso se mostrou ainda mais preponderante em relação aos rapazes, que vindos de classes socioeconômicas baixas, começam a especialização tardiamente e, geralmente, precisam a deixar quando chega a fase de decisões profissionais.

Biografia do Autor

Maria Thereza Oliveira Souza, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Formada em Educação Física (licenciatura) pela Universidade Federal do Paraná. Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná. Doutoranda da linha de pesquisa Esporte, Lazer e Sociedade - UFPR. Atleta da seleção brasileira de futebol 7. Técnica da equipe de futsal feminino da Universidade Federal do Paraná.

André Mendes Capraro, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (1997), graduação em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná (1999), graduação em História pelo Uninter (2021), mestrado em História pela Universidade Federal do Paraná (2002) e doutorado em História pela Universidade Federal do Paraná (2007). Cursou o estágio pós-doutoral na Università Ca' Foscari di Venezia (2012-2013). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal do Paraná. Também é professor permanente do programa de Pós Graduação (mestrado/doutorado) em Educação Física; parecerista de revistas científicas nas áreas de Educação Física, História e Ciências Humanas; integrante do Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (parceria entre Ministério da Cidadania e UFPR); avaliador institucional e de cursos de graduação (INEP); e membro da International Sociology of Sport Association (ISSA) e da Società Italiana di Storia dello Sport (SISS). Tem experiência na área de Educação Física e História, com ênfase na confluência entre Humanidades e esporte. Pesquisa atualmente os seguintes temas: literatura esportiva, história das lutas, artes marciais e esportes de combate (com ênfase no Mixed Martial Arts - MMA), história do futebol, o conceito de esporte, memória esportiva (História Oral) e a turismo esportivo

Referências

ALBERTI, Verena. Histórias dentro da história. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2008. p. 155-202.

ALTEROWITZ, Gretchen. Toward a feminist Ballet Pedagogy: Teaching Strategies for Ballet Technique Classes in the Twenty-First Century. Journal of Dance Education, v. 14, n.1, p. 8-17, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1080/15290824.2013.824579. Acesso em: 17 nov. 2020.

ASSIS, Marília Del Ponte de; SARAIVA, Maria do Carmo. O feminino e o masculino na dança: das origens do balé à contemporaneidade. Movimento, v. 19, n. 2, p. 303-323, abr./jun. 2013. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.29077. Acesso em: 17 nov. 2020.

CLEGG, Helen; OWTON, Clegg; ALLEN-COLLINSON, Jacquelyn. Challenging conceptions of gender: UK dance teachers’ perceptions of boys and girls in the ballet studio. Research in Dance Education, v. 19, n. 2, p. 128-139, 2018. DOI: https://doi.org/10.1080/14647893.2017.1391194. Acesso em: 17 nov. 2020.

CIRIBELI, João Paulo; PAIVA, Victor Hugo Pereira. Rede e mídias sociais na internet: realidades e perspectivas de um mundo conectado. Mediação, v. 13, n. 12, p. 57-74, jan./jun. 2011.

EDDY, Martha. A brief history of somatic practices and dance: historical development of the field of somatic education and its relationship to dance. Journal of Dance and Somatic Practices, v. 1, n. 1, p. 5-27, 2009. DOI: 10.1386/jdsp.1.1.5_1. Acesso em: 17 nov. 2020.

FERRAZ, Fernando Marques Camargo. Danças negras: entre apagamentos e afirmação no cenário político das artes. Eixo, v. 6, n. 2, nov. 2017. DOI: https://doi.org/10.19123/eixo.v6i2.523. Acesso em: 17 nov. 2020.

GOMES, Juliana Neves Simões. Entre o ar e o chão: Metier de bailarino na cidade de São Paulo. 2010. 296 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

GOMES, Ilvana Lima Verde; CAETANO, Rosângela; JORGE, Maria Salete Bessa. A criança e seus direitos na família e na sociedade: uma cartografia das leis e resoluções. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 61, n. 1, p. 61-65, jan./fev. 2008. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672008000100009. Acesso em: 17 nov. 2020.

INFANTE, Rocio. Fundamentos da dança: corpo – movimento – dança. Unicentro: Guarapuava, 2011.

JORNAL DO BRASIL. A Escola de Dansa Clássica do Theatro Municipal: a visita do Jornal do Brasil. Jornal do Brasil, p. 14. 17 abr. 1927.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Quando o campo é a cidade: fazendo antropologia na cidade. In: MAGNANI, José Guilherme Cantor; TORRES, Lilian de Lucca. Na Metrópole: textos de antropologia urbana. São Paulo: editora da Universidade de São Paulo/Fapesp, 2000. p. 12-53.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 17, n. 49, jun. 2002. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092002000200002. Acesso em: 17 nov. 2020.

MAYHALL, Alice. (Executive Producers). Agony and Ecstasy: a year with English National Ballet [TV series]. Tiger Aspect Productions. 2011.

NASCIMENTO, Diego Ebling do. Do balé clássico à dança moderna: impressões e pistas para o entendimento das concepções de corpo na dança. Revista da Fundarte, v. 19, n. 37, p.160-173, jan./mar. 2019.

NUNES, Mario. De Theatro. Para Todos, p. 29. 7 abr. 1927.

PATAI, Daphne. História oral, feminismo e política. São Paulo: Letra e Voz, 2010.

PETITE DANSE. Quanto ganham os bailarinos profissionais? 7 set. 2018. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=WKA6YgcpMvY>. Acesso em: 13 nov. 2020.

PETROV, Oleg; SCHOLL, Tim. Russian ballet and its place in Russian artistic culture of the second half of the nineteenth century: The age of Petipa. Dance Chronicle, v. 15, n. 1, p. 40-58, 1992. DOI: http://dx.doi.org/10.1080/01472529208569078. Acesso em: 26 nov. 2020.

PICKARD, Angela. Ballet body belief: perceptions of an ideal ballet body from young ballet dancers. Research in Dance Education, v. 14, n. 1, p. 3-19, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1080/14647893.2012.712106. Acesso em: 17 nov. 2020.

PITANO, Sandro de Castro; STRECK, Danilo Romeu; MORETTI, Cheron Zanini. As tramas da participação na pedagogia freireana: fundamentos para uma democracia radical. Civitas, Revista de Ciências Sociais, v..20, n. 1, p. 109-118, jan./abr. 2020. DOI: https://doi.org/10.15448/1984-7289.2020.1.31704. Acesso em: 26 nov. 2020.

PORPINO, Karenine de Oliveira. Dança é educação: interfaces entre corporeidade e estética. Natal: Edufrn, 2018.

PORTELLI, Alessandro. História oral como arte da escuta. São Paulo: Letra e Voz, 2016.

RISNER, Doug. Bullying victimisation and social support of adolescent male dance students: an analysis of findings. Research in dance education, v. 15, n. 2, p. 179-201, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1080/14647893.2014.891847. Acesso em> 17 nov. 2020.

TRINDADE, Ana Lígia; MANGAN, Priscila Kayser Vargas. O bailarino no Brasil é um profissional ou uma microempresa? Discussões acerca da MEI como forma de atuação profissional. Moringa Artes do Espetáculo, v. 10, n. 1, p. 29-48, jan./jun. 2019.

VAN DIJCK, José; POELL, Thomas. Understanding Social Media Logic. Media and Communication, v. 1, n. 1, p. 2-14, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.17645/mac.v1i1.70. Acesso em: 17 nov. 2020.

WEINMANN, Amadeu de Oliveira; CULAU, Fábio Vacaro. Notas sobre o politicamente correto. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 14, n. 2, p. 628-645, 2014.

WENETZ, Ileana; MACEDO, Christiane Garcia. Masculinidade(s) no balé: gênero e sexualidade na infância. Movimento, v. 25, n. 81, p. 1-12, jan./dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.90474. Acesso em: 17 nov. 2020.

WULFF, Helena. Ethereal expression: paradoxes of ballet as a global physical culture. Ethnography, v. 9, n.4, p. 518-535, 2008. DOI: 10.1177/1466138108096990. Acesso em: 17 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2022-09-08

Edição

Seção

Artigos Originais