O XI Congresso Nacional das Trabalhadoras Domésticas e a luta por direitos no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2018v10n20p61

Resumo

Articulando as dimensões de raça, gênero e classe social, este artigo analisa a luta coletiva das trabalhadoras domésticas remuneradas por direitos no Brasil, a partir das discussões realizadas em encontros da categoria, com destaque para o XI Congresso Nacional das Trabalhadoras Domésticas promovido pela FENATRAD, em 2016, no Rio de Janeiro.

Biografia do Autor

Juliana Sousa, Unicamp

Mestre em Sociologia e Doutoranda em Ciências Sociais na Unicamp

Referências

ÁVILA, Maria Betania. O tempo do trabalho produtivo e reprodutivo na vida cotidiana. Revista ABET, v. IX, n. 2, 2010.

ÁVILA, Maria Betania de Melo. O tempo do trabalho das empregadas domésticas: tensões

entre dominação/exploração e resistência. 2009. Tese (Doutorado em Sociologia) – Centro de Filosoia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

BELLUZZO, Luiz Gonzaga. O capital e suas metamorfoses. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

SINGER, André; LOUREIRO, Isabel (orgs.). As contradições do lulismo: a que ponto chegamos? São Paulo: Boitempo, 2016.

BERNADINO-COSTA, Joaze. Decolonialidade e interseccionalidade emancipadora: a organização política das trabalhadoras domésticas no Brasil. Revista Sociedade e Estado, v. 30, n. 1, jan.-abr. 2015.

BORIS, Eileen. Produção e reprodução, casa e trabalho. Tempo Social, Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 26, n. 1, jun. 2014, p. 101-121.

COLLINS, Patricia Hill. Em direção a uma nova visão: raça, classe e gênero como categorias de análise e conexão. In: MORENO, Renata (org.). Relexões e práticas de transformação feminista . São Paulo: SOF, 2015.

DELGADO, Maurício Godinho; DELGADO, Gabriela Neves. O Novo Manual do Trabalho Doméstico. São Paulo: LTr, 2016.

GALVÃO, Andréia; KREIN, José Dari; BIAVASCHI, Magda Barros; TEIXEIRA, Marilane Oliveira. Dossiê Reforma Trabalhista (em construção). CESIT/IE/UNICAMP. Campinas, jun. 2017.

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo Afro-latino-americano. In: Caderno de Formação Política do Círculo Palmarino, n. 1. Batalha de Ideias. Brasil, 2011. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginile.php/375002/mod_resource/content/0/caderno-de-forma%C3%A7%C3%A3o-do-CP_1.pdf.

GONZALEZ, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências Sociais Hoje, ANPOCS, p. 223-244, 1984.

HOCHSCHILD, Arlie. Love and Gold. In: HOCHSCHILD; EHRENREICH (eds.). Global woman: nannies, maids and sex workers in the new economy. New York: Metropolitan Press, 2002.

International Labour Oice (ILO). Domestic workers across the world: global and regional statistics and the extend of legal protection. Geneva: [s. n.], 2013.

KOFES, Suely. Mulher, Mulheres – identidade, diferença e desigualdade na relação entre patroas e empregadas domésticas. Campinas: Editora da UNICAMP, 2001.

PAOLI, Maria Celia. As Ciências Sociais, os movimentos sociais e a questão do gênero. Novos Estudos, n. 31, out. 1991.

PAOLI, Maria Celia. Trabalhadores e cidadania: experiência do mundo público na história do Brasil moderno. Estudos Avançados, São Paulo, v. 3, n. 7, p. 40-66, dez. 1989;

RODRIGUES, Iram Jácome. A Trajetória do Novo Sindicalismo. In: RODRIGUES, Iram Jácome (org.). O Novo Sindicalismo: vinte anos depois. Petrópolis: EDUC/Ed. Vozes/Unitrabalho, 1999.

RODRIGUES, Iram Jácome. Trabalhadores, Sindicalismo e Democracia: a Trajetória da CUT. São Paulo: Scritta, 1997.

RODRIGUES, Iram Jácome. As Comissões de Empresa e o Movimento Sindical. In: BOITO Jr., A. (org.). O Sindicalismo Brasileiro nos Anos 80. São Paulo: Paz e Terra, 1991.

SAFFIOTI, Heleieth. Emprego doméstico e capitalismo. Petrópolis: Vozes, 1978.

SINGER, André; LOUREIRO, Isabel (orgs.). As contradições do lulismo: a que ponto chegamos? São Paulo: Boitempo, 2016.

SOUSA, Juliana. A moral das senzalas e o trabalho doméstico remunerado no Brasil contemporâneo: luta coletiva e [sub]representação do conflito nos tribunais da Justiça do Trabalho. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2019.

TELLES, Vera da Silva. Direitos Sociais: ainal do que se trata? In: TELLES, Vera da Silva. Direitos Sociais: ainal do que se trata? Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1999.

Downloads

Publicado

2019-09-20

Como Citar

SOUSA, Juliana. O XI Congresso Nacional das Trabalhadoras Domésticas e a luta por direitos no Brasil. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 10, n. 20, p. 61–80, 2019. DOI: 10.5007/1984-9222.2018v10n20p61. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2018v10n20p61. Acesso em: 19 maio. 2024.