Os Febianos: experiência, consciência e agência dos trabalhadores brasileiros convocados para a guerra na Força Expedicionária Brasileira - FEB (1943 – 1945)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2019.e66536

Palavras-chave:

Força Expedicionária Brasileira, Exército de Caxias, Segunda Guerra Mundial

Resumo

Este artigo analisa características de uma identidade coletiva surgida entre parte dos civis recrutados para a FEB e algumas de suas tentativas de agência durante a campanha da Itália. As novas práticas vivenciadas na FEB eram muito diferentes das práticas adotadas no Exército Brasileiro. Em episódios de indisciplina, ou na utilização instrumentos construídos coletivamente, como o jornal de trincheira ‘E a Cobra Fumou!’ buscamos evidenciar o protagonismo dos Febianos em relação ao comando da FEB, composto de militares profissionais do Exército.

Biografia do Autor

Frederico Soares Ribeiro

Mestre em História. Atualmente, docente de História na SEEDUC - RJ e Secretaria Municipal de Educação de Piraí - RJ.

Referências

ARRUDA, Demócrito Cavalcanti de. C. et al. Depoimento dos Oficiais de Reserva sobre a FEB. São Paulo: [s. n.], 1949.

CARTROGA, Fernando. Memória, História e Historiografia. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

CASTRO, Celso; LEIRNER, Piero. (Org.) Antropologia dos militares: reflexões sobre pesquisas de campo. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

FERRAZ, Francisco César Alves. A guerra que não acabou: a reintegração social dos veteranos da Força Expedicionária Brasileira (1945-2000). Londrina: Eduel, 2012.

FERRAZ, Francisco César Alves. Os brasileiros e a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

FIELD, Geoffrey. Civilians in Uniform: Class and politics in the British Armed Forces, 1939 - 1945. International Labor and Working-Class History, p. 121 – 147, n. 80, fall 2011.

MAXIMIANO, Cesar Campiani. Barbudos, sujos e fatigados: soldados brasileiros na Segunda Guerra Mundial. São Paulo, Grua, 2010.

MERON, Luciano Bastos. Memórias do front: Relatos de guerra de veteranos da FEB. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

MORAES, João Baptista Mascarenhas de. A FEB pelo seu comandante. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Ed., 2005.

RODRIGUES, Fernando da Silva. Indesejáveis: Instituição, pensamento político e formação profissional dos oficiais do exército brasileiro. São Paulo: Paco Editorial, 2013.

SCHNAIDERMAN, Boris. Guerra em surdina. 4 ed. rev. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.

SCHURSTER, Karl apud SILVA, Francisco Carlos Teixeira da et. al (org.). O Brasil e a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro: Multifoco, 2011.

THOMPSON, E. P. A formação da classe operária inglesa. v. I: A árvore da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

THOMPSON, E. P. Senhores e caçadores: a origem da lei negra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

UDIHARA, Massaki. Um médico brasileiro no front: diário de Massaki Udihara na II Guerra Mundial. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2002.

Downloads

Publicado

2019-12-17

Edição

Seção

Dossiê 2019.1 - "Trabalhadores e Segunda Guerra Mundial"