Historicizando o associativismo negro: contribuições e caminhos da historiografia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2019.e67320

Palavras-chave:

Associativismo Negro, Pós-Abolição, Beatriz Loner

Resumo

Este texto  buscou fazer um breve balanço das pesquisas sobre associativismo negro no período pós-abolição apontando os diversos avanços das pesquisas com especial destaque para o trabalho da historiadora Beatriz para a região sul do país.

 

Biografia do Autor

Lúcia Helena Oliveira Silva, Universidade Estadual Paulista

Docente de História da África, departamento de História, UNESP- câmpus Assis.

Regina Célia Lima Xavier, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Docente no departamento de História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Referências

DAVIES, Frank Andrew. A vida Associativa do Negro no Rio de Janeiro (1940- 1950): uma interpretação a partir das obras de Costa Pinto e Sonia Giacomini. Revista Habitus: revista eletrônica dos alunos de graduação em Ciências Sociais – IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 69-80, 30 mar. 2008. Anual. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2008.

DOMINGUES, Petrônio. Cidadania por um fio: o associativismo negro no Rio de Janeiro(1888-1930). Rev. Bras. Hist. [online]. 2014, vol.34, n.67, pp.251-281

GUIRRO, Leandro Antonio. Intelectualidade e imprensa negra paulista: os casos do Getulino e Progresso (1923-1931). 2013. 132 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, 2013.

LONER, Beatriz. Construção de classe: operários de Pelotas e Rio Grande, 2 ed., Pelotas: Ed. UFPel, 2016.

PINTO, Ana Flávia Magalhães. Fortes laços em linhas rotas: literatos negros, racismo e cidadania na segunda metade do século XIX. 2014. 326 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.

RIBEIRO, Jonatas Roque. Escritos da liberdade: trajetórias, sociabilidade e instrução no pós-abolição sul-mineiro (1888-1930). 2016. 1 recurso online ( 142 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.

SCHUELER, Alessandra F. e TEIXEIRA, Giselle B. T. Educar os pobres e os negros; representações, práticas e propostas de Educação Imprensa Periódica na cidade do Rio de (1870-1889) Revista eletrônica Documento/Monumento [recurso eletrônico]. – Vol. 15, n. 1 (set 2015)- .Cuiabá : Universidade Federal de Mato Grosso, Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional, 2009.

SILVA, Fernanda O. Os negros, a constituição de espaços para os seus e o entrelaçamento desses espaços: associações e identidades negras em Pelotas (1820-1943). Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2011, dissertação de mestrado.

SILVA, Fernanda O. As lutas políticas nos clubes negros: culturas negras, cidadania e racialização na fronteira Brasil-Uruguai no pós-abolição (1870-1960), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2017, tese de doutorado.

SILVA, Mário Augusto Medeiros da. Fazer História, Fazer Sentido: Associação Cultural do Negro (1954-1964). Lua Nova, São Paulo , n. 85, p. 227-273, 2012 . Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452012000100007&lng=en&nrm=iso. Access on: 02 aug. 2019.

SINGER, Paul. Movimentos de Bairro. In: SINGER, Paul; BRANT, Vinícius Caldeira (orgs.). São Paulo: o Povo em Movimento. 1. ed. Rio de Janeiro: Vozes/CEBRAP, 1980.

Downloads

Publicado

2019-12-17

Edição

Seção

Dossiê 2019.2 - "Beatriz Ana Loner: Mundos do Trabalho e Pós-Abolição"