Sob o signo da degeneração: os “loucos-tísicos”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2020.e74498

Palavras-chave:

Degenerescência, Afro-brasileiros, Psiquiatria brasileira

Resumo

Este artigo tem como objetivo focar primeiramente a trajetória de vida e a morte de um homem negro, criminoso e acometido pela doença mental e pela tuberculose para, em seguida, discutir o encaminhamento oficial que era imposto a esse tipo de infrator no contexto da cidade de São Paulo nas primeiras décadas do século XX. Para tanto, recorreu-se às fontes documentais produzidas pelas ciências médicas sobre os personagens classificados por ela como sendo “tipos degenerados”.

Biografia do Autor

Claudio Bertolli Filho, Universidade Estadual de São Paulo

Professor livre-docente aposentado, atuante junto ao Programa de Pós-graduação em Comunicação da UNESP, campus de Bauru.

Referências

ALMEIDA PRADO, José Nascimento de. “Floradas na serra” e a psicopatologia. Gazeta Clínica, vol. 37, n. 12, p. 457-460, dez. 1939.

BERTOLLI FILHO, Claudio. História social da tuberculose e do tuberculoso, 1900-1950. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2001.

BRUNO, Ernani Silva. História e tradições da cidade de São Paulo. Rio de Janeiro: José Olympio, 1953, 3 vols.

CASOY, Ilana. Serial killers made in Brasil. Rio de Janeiro: Ediouro, 2009.

COELHO, Sérgio Salvia. Montagem expõe o racismo implícito do povo brasileiro. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 mar. 2007. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/acontece/ac1703200703.htm. Acesso em 12 mai. 2020.

CUNHA, Maria Clementina Pereira. O espelho do mundo: Juquery, a história de um asilo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

FLOREAL, Sylvio. Ronda da meia-noite. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

FONSECA, Guido. Crimes, criminosos e a criminalidade em São Paulo (1870-1950). São Paulo: Resenha Tributária, 1988.

FRANCO DA ROCHA, Francisco. A doutrina de Freud: resumo geral indispensável para a compreensão da psicoanalise. 2ª ed. São Paulo: Ed. Nacional, 1930.

HÉRICOURT, Jules. Les maladies des sociétés: tuberculose, syphilis, alcoolisme et stérilité. Paris: Ernest Flammarion, 1920.

MOREL, Bénédict Auguste. Traité des dégénérescences physiques, intellectuelles et morales de l’espèce humaine, et des causes qui produisent ces variétés maladives. Paris: J.B. Baillière, 1857.

NINA RODRIGUES, Raimundo. As raças humanas e a responsabilidade penal no Brasil. Salvador: Livraria Progresso, 1957.

PACHECO E SILVA, Antonio Carlos. Cuidado aos psychopathas. São Paulo: Hospital de Juquery, 1930.

PACHECO E SILVA, Antonio Carlos. Cuidados aos psychopathas. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, 1934.

PACHECO E SILVA, Antonio Carlos; SILVA, José Rebello. Um sádico-necrophilo. O preto Amaral. Archivos da Sociedade de Medicina Legal e Criminologia, São Paulo, vol. 2, n. 2, p. 91-112, 1928.

PACHECO E SILVA, Antonio. Psiquiatria clínica e forense. São Paulo: Ed. Nacional, 1940.

PARANHOS, Ulysses. Floradas na serra. Folha da Manhã, São Paulo, 10 de outubro de 1939.

PESET, José Luís. Ciencia y marginación. Barcelona: Critica, 1983.

POROT, Maurice. Psicología del tuberculoso. Buenos Aires: Editorial Nova, 1946.

SOUZA CAMPOS, Paulo Fernando de. Os crimes do preto Amaral: representações da degenerescência em São Paulo – 1920. 2003. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2003.

SOUZA CAMPOS, Paulo Fernando de. Os crimes do “monstro negro”: representações da degenerescência em São Paulo. In: XXII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA - A interface regional: redes institucionais na construção do Brasil, 2003, João Pessoa / PB, Anais [...]. João Pessoa: UFPB, 2003. p. 1-6. Disponível em: https://anpuh.org.br/uploads/anais-simposios/pdf/2019-01/1548177542_53b44835d5582c8bef8aef071849a9a1.pdf. Acesso em: 12 mai. 2020.

Downloads

Publicado

2020-11-16

Edição

Seção

Dossiê 2020.2 - "Os mundos do trabalho e suas interfaces com a ciência, a saúde e a doença”