Sala de Recursos Multifuncional para alunos com deficiência intelectual: uma análise da proposta do Ministério da Educação

Eliane Brunetto Pertile, Elisabeth Rossetto

Resumo


O artigo expõe o resultado de uma pesquisa documental e bibliográfica que teve como objetivo investigar a proposta do Ministério da Educação (MEC) para a realização do trabalho docente com alunos com deficiência intelectual na Sala de Recursos Multifuncional (SRM). Para tanto, priorizou-se publicações divulgadas pelo MEC que orientam a ação desses professores. À luz da Teoria Histórico-Cultural, analisa-se a concepção de desenvolvimento humano, de aprendizagem e de mediação docente (ensino) subjacente às orientações anunciadas. Destaca-se ainda a importância atribuída (ou não) aos conteúdos escolares. Ao final dessa pesquisa, pode-se dizer que as orientações propostas pelo MEC defendem uma perspectiva de educação que confere demasiada importância à espontaneidade. Assim, tem características antagônicas aos pressupostos da Teoria Histórico-Cultural. Constata-se que a preparação direcionada aos professores se encontra imbuída de características que denotam ênfase em procedimentos técnicos e na disponibilização do uso de recursos. Dessa forma, entende-se que a organização de uma ação educacional que impulsione o desenvolvimento intelectual dos alunos exige uma contra proposta que valorize a mediação docente e a apropriação dos conteúdos.


Palavras-chave


Sala de Recursos Multifuncional; Aluno com Deficiência Intelectual; Formação Docente

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2015v33n2p759



Direitos autorais 2016 Eliane Brunetto Pertile, Elisabeth Rossetto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.