Dimensões éticas, estéticas e políticas da Pedagogia: para além da epistemologização

Dora Lilia Marín-Díaz, Carlos Ernesto Noguera-Ramírez

Resumo


As práticas pedagógicas como práticas de governo definem modos de relação dos sujeitos consigo mesmos, com os outros e com o mundo. É na escola e no trabalho pedagógico – nas práticas formativas dos professores com os mais novos e na relação particular que se estabelece entre eles – que se definem preceitos fundamentais que orientam a vida dos uns e dos outros, ainda que esse não seja seu propósito. A proposta deste artigo é analisar as dimensões éticas, estéticas e políticas das práticas pedagógicas, com o propósito de pensar que o saber pedagógico, além de uma dimensão epistemológica – um conjunto de noções e conceitos (instrução, ensino, aprendizagem, formação, entre outros) – que configuram um campo de reflexão sobre as práticas educativas, expressa-se num conjunto de preceitos fundamentais para orientar a vida, e que, talvez seja no estudo dessas práticas, onde podemos valorar em toda a sua complexidade a importância a Pedagogia.

 

 


Palavras-chave


Saberes escolares; Pedagogia; Governo

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n3p840



Direitos autorais 2017 Dora Lilia Marín-Díaz, Carlos Ernesto Noguera-Ramírez

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.