Educação Infantil e Espaços Culturais: possibilidades de apropriação na cidade do Rio de Janeiro

Cristina Carvalho, Thamiris Lopes, Priscila Resinentti

Resumo


O artigo investiga espaços culturais da cidade do Rio de Janeiro em suas condições e possibilidades de apropriação pelo segmento de educação infantil da Secretaria Municipal de Educação (SME-RJ). A pesquisa utilizou como metodologia questionário online enviado aos espaços culturais da cidade cadastrados no Guia de Museus Brasileiros. Com os resultados, pode-se destacar a dificuldade de comunicação com as instituições, a desigual distribuição dos equipamentos culturais em âmbito municipal e a pouca atenção dada às condições de atendimento para o público infantil. Constatou-se, também, que melhorias nas condições e possibilidades de atendimento para esse segmento nos espaços culturais é uma tarefa necessária para reconhecer as crianças como cidadãs de direitos, e as instituições culturais como espaços democráticos.


Palavras-chave


Infância; Educação infantil; Espaços culturais

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2017v35n1p300

Direitos autorais 2017 Cristina Carvalho, Thamiris Lopes, Priscila Resinentti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.