Pesquisas brasileiras em Educação Estatística na infância: suas contribuições para o campo de investigação e para a prática

Roberta Schnorr Buehring, Regina Célia Grando

Resumo


Nos últimos anos o campo de investigação em Educação Estatística tem impulsionado reformas curriculares, políticas públicas e práticas pedagógicas em sala de aula da Educação Básica brasileira. Com a finalidade de compreender o impacto e a abrangência da inserção deste campo nos estudos educacionais, este estudo buscou mapear as pesquisas sobre Educação Estatística na Infância desenvolvidas no Brasil, destacando suas temáticas, seus referenciais teóricos e metodológicos e principais resultados e conclusões. O trabalho traz contribuições significativas para compreender os avanços da pesquisa, reconhecer a diversidade teórica e metodológica de investigação, os temas privilegiados, bem como as lacunas a serem ainda investigadas.


Palavras-chave


Educação estatística; Infância; Anos iniciais do Ensino Fundamental

Texto completo:

PDF/A

Referências


Albuquerque, M. R. G. C. (2010). Como adultos e crianças compreendem a escala representada em gráficos (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Barreto, M. F. T. (2003, outubro). Gráficos, tabelas e pesquisa de campo – o número em contexto significativo. In Anais do 2.º Seminário Internacional de Pesquisas em Educação Matemática. Santos, SP.

Bianchini, D. F. (2013). Práticas pedagógicas em estatística dos anos iniciais: realidades e possibilidades (Mestrado em Educação nas Ciências). Universidade Regional do Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, RS.

Buehring, R. S. (2006). Análise de dados no início da escolaridade: uma realização de ensino por meio dos registros de representação semiótica (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Cabral, P. C. M. (2016). Aprender a classificar nos anos iniciais do ensino fundamental (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Campos, C. R., Wodewotzki, M. L. L., & Jacobini, O. R. (2011). Educação estatística: teoria e prática em ambientes de modelagem matemática. Belo Horizonte: Autêntica.

Campos, S. G. V. B. (2017). Sentido de número e estatística: uma investigação com crianças do 1º ano do ciclo de alfabetização (Tese de Doutorado). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, SP.

Cavalcanti, E. M. S. (2011). Para variar: compreensões de estudantes dos anos iniciais diante de aspectos da variabilidade (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Engel, J. (2017, May). Statistical literacy for active citizenship: A call for data science education. Statistics Education Research Journal, 16(1), 44-49. Recuperado de http://iase-web.org/Publications.php?p=SERJ

Luz, P. dos S. (2011). Classificações nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: o papel das representações (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. (1997). Parâmetros curriculares nacionais: matemática (vol. 3). Brasília: MEC/SEF.

Ministério da Educação. (2015). Base nacional comum curricular (Revisada em 25 de outubro de 2015). Recuperado de https://drive.google.com/file/d/0B0OPamMxCLu8YXFrckJpenI3M19fZzRWenctZGxVQlZ2RlVz/view?pli=1

Santos, R. M. (2015). Estado da arte e história da pesquisa em educação estatística em programas brasileiros de pós-graduação (Tese de Doutorado). Universidade Estadual de Campinas-Unicamp, Campinas, SP.

Silva, M. B. E. da. (2014). Aprendendo a representar escalas em gráficos: um estudo de intervenção (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Souza, A. C. de. (2007). Educação estatística na infância (Dissertação de Mestrado). Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, SP.

Souza, L. O. (2016, julho/dezembro). Formação de professores para o ensino de probabilidade: simulação conectando ideias estatísticas. Vidya, 36(2), 377-395.




DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2019.e62836

Indexadores, diretórios e base de dados:

                                                                     

 

REVEMAT: R. Eletr. Educ. Mat., UFSC/MTM/PPGECT, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1981-1322.
 
 

 Licença Creative Commons
Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.