Com palavras minhas: a tradução de verbos de elocução neutros no corpus paralelo The Adventures of Huckleberry Finn — As aventuras de Huck

Daniel Alves, Adriana Pagano

Resumo


Este artigo examina o corpus paralelo The Adventures of Huckleberry Finn — As aventuras de Huck, investigando as citações paratáticas e os usos de verbos de elocução em ocorrências de Discurso Direto. O levantamento de dados é realizado com recursos da Linguística de Corpus e a análise de dados, tendo a Gramática Sistêmico-Funcional de Halliday como referencial teórico. O objetivo do trabalho é verificar padrões de escolha de verbos de elocução na textualização original e na (re)textualização de Lobato, sobretudo aqueles relativos aos verbos de elocução neutros (‘say’, em inglês e ‘dizer’, em português). Os resultados mostram uma preferência, na (re)textualização de Lobato, pelo Discurso Direto Livre (em detrimento do Discurso Direto) e uma tendência a escolhas mais diversificadas dos verbos de elocução, não havendo nenhum verbo que cubra mais de 25% dos casos de representação levantados. Também se observa a neutralidade do verbo ‘say’ (re)textualizada por meio de verbos que sinalizam a função da fala, no sentido de indicar fornecimento e/ou demanda de informações, ou por verbos que realizam alguma característica adicional da fala ou especificam seu modo. 


Palavras-chave


Representação do discurso; Verbos de elocução; Discurso direto; Monteiro Lobato tradutor

Texto completo:

PDF/A

Referências


ASSIS, R. C. A transitividade na representação de Sethe no corpus paralelo Beloved-Amada. 2004. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais.

COULTHARD, M. On Analysing and Evaluating Written Text. In COULTHARD, M (ed.). Advances in Written Text Analysis. London and New York: Routledge, 1996:1-11.

CUNHA, Celso. Gramática do português contemporâneo: de acôrdo com a Nomenclatura Gramatical Brasileira. 2. ed. Belo Horizonte: B.Alvares, 1971. 509p.

FAIRCLHOUGH, Norman. Discourse Representation in Media Discourse. Sociolinguistics, n. 17, 1988:125-139.

HALLIDAY, M.A.K. e MATTHIESSEN, Christian. An Introduction to Functional Grammar. 3 ed. London: Hodder Arnold. 2004.

INGE, M Thomas. Introduction. In INGE, M Thomas (ed.). Huck Finn among the critics. Washington DC: Forum Series, 1984:v-ix.

JESUS, S. Representação do discurso e tradução padrões de textualização em corpora paralelo e comparável. 2004. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais.

LAJOLO, Marisa. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. 2. ed. São Paulo: 1994. 112p.

LEECH, G. e SHORT, M.. Style in fiction. London & New York: Longman, 1981:318-351.

LOBATO, M. D. Quixote das crianças. 3 ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1952.

MATTHIESSEN, C.M.I.M. Halliday’s Introduction to Functional Grammar. London and New York: Routledge, 2014.

MILTON, J.. Monteiro Lobato and translation: "Um país se faz com homens e livros". DELTA, 2003, vol.19, no.spe, p.117-132. ISSN 0102-4450.

PAGANO, A. As pesquisas historiográficas em tradução. IN: PAGANO, Adriana. Metodologias de pesquisa em tradução. FALE-UFMG, Belo Horizonte, 2001a: 117-146.

PAGANO, A. ‘An Item Called Books: Translations and Publishers' Collections in the Editorial Booms in Argentina and Brazil from 1930 to 1950’. IN: Milton, John, ed. Emerging Views on Translation History in Brazil, special issue of Crop 6. Universidade de São Paulo, Brasil: 2001b, 171-194.

SEMINO, E. e SHORT, M. Corpus Stylistics: Speech, writing and thought presentation in a corpus of English writing. London and New York: Routledge, 2004.

SCHMITZ, J. e CALTABIANO, M.A.. Apresentação. DELTA, 2003, vol.19, no.spe, p.VII-XI. ISSN 0102-4450.

SCOTT, M. WordSmith Tools 4.0. Oxford: Oxford University Press, 2005.

SHORT, M. ‘Speech Presentation, the novel and the press’. IN: VAN PEER, Willie (ed.) the taming of the text: explorations in language, literature and culture. London & New York: Routledge, 1988:61-81.

SIMPSON, P. Language, ideology and point of view. London & New York: Routledge, 1993:11-45.

TWAIN, M. The Adventures of Huckleberry Finn. Harmondsworth: Penguin Books, 1968. Primeira publicação 1885.

TWAIN. M. As aventuras de Huck. Tradução de Monteiro Lobato. São Paulo - SP: Editora Brasiliense, 1973. Primeira publicação 1934. Original em inglês.

VIEIRA, A. ‘Monteiro Lobato Translator’. IN: Milton, John, ed. Emerging Views on Translation History in Brazil, special issue of Crop 6. Universidade de São Paulo, Brasil: 2001, 143-169.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2016v36n1p34



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.