Autonomy in Translation: approaching translators’ education through awareness of discourse processing.

Autores

  • Fabio Alves Universidade Federal de Minas Gerais
  • Célia Magalhães Universidade Federal de Minas Gerais
  • Adriana Pagano Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Biografia do Autor

Fabio Alves, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1979), mestrado em Estudos Lingüísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (1991) e doutorado em Sprachlehrforschung - Lingüística Aplicada - pela Ruhr Universität Bochum (1995). Realizou pós-doutorado na Universidade Autônoma de Barcelona (2003-2004) e foi professor visitante da Copenhagen Business School (2003) e da Universidade Autônoma de Barcelona (2005). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Minas Gerais onde atua no Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos. Orientou 7 teses de doutorado (duas co-orientações) e 18 dissertações de mestrado. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em Estudos da Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: pesquisas experimentais sobre o processo de tradução e sobre a aquisição de competências em tradução, assim como estudos sobre processos inferenciais em contextos de comunicação inter-cultural. Seu atual foco de interesse concentra-se em pesquisas sobre conhecimento experto em tradução e interpretação.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Célia Magalhães, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Letras Licenciatura pela Universidade Federal de Minas Gerais (1973), mestrado em Estudos Lingüísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988) e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Estudos da Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: análise crítica do discurso, abordagem sistêmica dos estudos da tradução, estudos da tradução baseados em corpus, coesão lexical e verbos de elocução.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Adriana Pagano, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Tradução (bacharelado) - Universidad Nacional de La Plata (1987), graduação em Letras Inglês (licenciatura) - Universidad Nacional de La Plata (1987), mestrado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1991) e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996), tendo realizado estagio de doutorado sanduíche na University of Nottingham (1995). Sua pesquisa de pós-doutoramento foi desenvolvida no Translation Center, University of Massachusetts at Amherst (1999-2000). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Minas Gerais, onde desenvolve pesquisa sobre (i) conhecimento experto em tradução, (ii) modelagem do processo tradutório sob a perspectiva da lingüística sistêmico-funcional e (iii) produção textual dos registros de divulgação da ciência (artigos de jornal e revista, livros e documentários de cinema e TV) em traduções intralingüísticas, interlingüísticas e intermodais. Recebe apoio do Programa Pesquisador Mineiro (PPM - FAPEMIG), lidera o Grupo de Pesquisa Modelagem sistêmico-funcional da tradução e da produção textual multilingüe (Diretório de Grupos de Pesquisa CNPq) e coordena os projetos A Desmetaforização como Hipótese Produtiva para a Modelagem do Processo Tradutório (CNPq 309005/2007-8), Modelagem do processo tradutório para o desenho de sistemas tutores inteligentes (FAPEMIG 502982/2007-1), Ciência em Tradução e Popularização da Ciência e Acessibilidade: elaboração de um modelo de audiodescrição de documentários científicos para usuários com necessidades visuais especiais. Participa de convênios de cooperação acadêmica e intercâmbio de pesquisa com a PUC-SP, a UECE, a Universität des Saarlandes (Alemanha), a University New South Wales (Austrália), a Universidad Nacional General Sarmiento (Argentina), a Universidad Nacional del Litoral (Argentina) e o Instituto Balseiro da Universidad Nacional de Cuyo (Argentina).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2002-01-01

Edição

Seção

Artigos