Estra: um corpus para o estudo do estilo da tradução

Autores

  • Célia Magalhães Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2014v2n34p248

Palavras-chave:

Estilo da tradução, Estilo do tradutor, Pesquisa orientada por corpora

Resumo

Este artigo apresenta a evolução e as contribuições da pesquisa em estudos da tradução orientados para corpora no Brasil. Faz-se uma revisão dos trabalhos iniciais desenvolvidos no Laboratório Experimental de Tradução (LETRA), mostrando que a maioria deles adotava uma abordagem de linguística contrastiva da tradução e que as pesquisas, gradualmente, foram evoluindo para uma preocupação com a estilística tradutória e o estilo do tradutor literário. Também se relata a compilação de um corpus para o estudo do estilo da tradução, o ESTRA, projetado exclusivamente para esse fim. Mostra-se como a pesquisa de corpora do ESTRA promove a interdisciplinaridade nos estudos da tradução e introduz a triangulação de resultados de análises realizadas com procedimentos metodológicos das diferentes abordagens usadas para estudar o estilo. Descrevem-se procedimentos metodológicos novos, em especial a etiquetagem do corpus para algumas das categorias de estilo. Termina-se o artigo com uma visão crítica sobre o que tem sido feito até o presente, apresentando perspectivas futuras de pesquisa em estilística tradutória no LETRA.

Biografia do Autor

Célia Magalhães, Universidade Federal de Minas Gerais

Célia M. Magalhães. Possui graduação em Letras/Licenciatura em Inglês e mestrado em Letras/Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil. Doutorou-se em Literatura Comparada pela Universidade Federal de Minas Gerais, em 1997. Atualmente é professora Titular da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. E-mail:cmagalhaes@ufmg.br.

Downloads

Publicado

2014-12-04

Edição

Seção

Artigos