“Formando” futuros pesquisadores: palavras-chave e afiliações teóricas no campo disciplinar estudos da tradução.

Autores

  • Adriana Pagano Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Lúcia Vasconcellos Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

mapeamento do campo disciplinar, palavras-chave, hierarquia de descritores, pesquisadores em formação.

Resumo

Em artigo publicado em 1994 (“Goals and methods for a course in translation theory”), Brian Mossop faz um recorte específico no âmbito da pedagogia da tradução, discutindo o que ele considera os três tipos básicos de cursos de tradução, a saber: Tipo 1: Métodos de traduzir; Tipo 2: Estudos da Tradução; Tipo 3: Conceitos de Tradutor. O presente trabalho, resultado de uma indagação prévia à proposta de mapeamento do campo disciplinar elaborada por Vasconcellos & Pagano (2004), pretende expandir o Tipo 2, direcionado a alunos de pós-graduação, incluindo, nas metas especificadas por Mossop, a relevância de “Sensibilizar o aluno para a função dos descritores (ou indicadores) do domínio de pesquisa, oferecendolhe um elenco de possibilidades compartilhadas pela comunidade científica”. Neste contexto, pretende explorar as implicações pedagógicas do debate iniciado em Pagano & Vasconcellos (2003) — em que foi evidenciada a necessidade de mapeamento do campo disciplinar, como forma de estabelecer uma metalinguagem que permita aos membros da comunidade de estudos da tradução no Brasil entender e discutir as questões centrais da disciplina em uma linguagem comum — oferecendo subsídios para responder à pergunta proposta ao futuro pesquisador: “Como descrever/representar minha pesquisa por meio de um conjunto estruturado e hierarquizado de palavras-chave?”

Biografia do Autor

Adriana Pagano, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Tradução (bacharelado) - Universidad Nacional de La Plata (1987), graduação em Letras Inglês (licenciatura) - Universidad Nacional de La Plata (1987), mestrado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1991) e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996), tendo realizado estagio de doutorado sanduíche na University of Nottingham (1995). Sua pesquisa de pós-doutoramento foi desenvolvida no Translation Center, University of Massachusetts at Amherst (1999-2000). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Minas Gerais, onde desenvolve pesquisa sobre (i) conhecimento experto em tradução, (ii) modelagem do processo tradutório sob a perspectiva da lingüística sistêmico-funcional e (iii) produção textual dos registros de divulgação da ciência (artigos de jornal e revista, livros e documentários de cinema e TV) em traduções intralingüísticas, interlingüísticas e intermodais. Recebe apoio do Programa Pesquisador Mineiro (PPM - FAPEMIG), lidera o Grupo de Pesquisa Modelagem sistêmico-funcional da tradução e da produção textual multilingüe (Diretório de Grupos de Pesquisa CNPq) e coordena os projetos A Desmetaforização como Hipótese Produtiva para a Modelagem do Processo Tradutório (CNPq 309005/2007-8), Modelagem do processo tradutório para o desenho de sistemas tutores inteligentes (FAPEMIG 502982/2007-1), Ciência em Tradução e Popularização da Ciência e Acessibilidade: elaboração de um modelo de audiodescrição de documentários científicos para usuários com necessidades visuais especiais. Participa de convênios de cooperação acadêmica e intercâmbio de pesquisa com a PUC-SP, a UECE, a Universität des Saarlandes (Alemanha), a University New South Wales (Austrália), a Universidad Nacional General Sarmiento (Argentina), a Universidad Nacional del Litoral (Argentina) e o Instituto Balseiro da Universidad Nacional de Cuyo (Argentina).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Maria Lúcia Vasconcellos, Universidade Federal de Santa Catarina

Sou docente lotada no CCE - DLLE - com inserção nos Programs de Pós Graduação do CCE: (i) PPGI _ Programamde Pós-Graduação em Inglês (II) PPGET _ Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução. Meus interesses de pesquisa são as interfaces entre Estudos da linguagem (textuais, discursivos) e Estudos da Tradução, com ênfase em Estudos da Tradução.

Downloads

Publicado

2006-04-30

Edição

Seção

Artigos