A teoria do conhecimento de Kant: o idealismo transcendental

Autores

  • Fernando Lang da Silveira UFRGS - Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

A teoria do conhecimento de Kant − a filosofia transcendental ou idealismo transcendental − teve como objetivo justificar a possibilidade do conhecimento científico do século XVIII. Ela partiu da constatação de que nem o empirismo britânico, nem o racionalismo continental explicavam satisfatoriamente a ciência. Kant mostrou que apesar de o conhecimento se fundamentar na experiência, esta nunca se dá de maneira neutra, pois a ela são impostas as formas a priori da sensibilidade e do entendimento, características da cognição humana.

Biografia do Autor

Fernando Lang da Silveira, UFRGS - Rio Grande do Sul

Graduação em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1972), mestrado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1976) e doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1992).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2002-01-01

Edição

Seção

Artigos