Articulações entre Teoria da Flexibilidade Cognitiva e os Três Momentos Pedagógicos: confecção e análise de um material didático na estrutura fractal

Autores

  • Graciely Rocha Braga Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA
  • Wagner Duarte José Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2021.e72535

Palavras-chave:

Teoria da Flexibilidade Cognitiva, Três Momentos Pedagógicos, Energia Elétrica, Ensino de Física, Educação de Jovens e Adultos

Resumo

A Teoria da Flexibilidade Cognitiva estabelece que o conhecimento é construído mediante o enfretamento de situações reais, pertinentes a domínios de conhecimento complexos e pouco estruturados. Articulações entre essa teoria e os Três Momentos Pedagógicos, em especial a Aplicação do Conhecimento, podem favorecer o processo “codificação-problematização-descodificação” e o modelo fractal da estruturação didática desses momentos. Este artigo tem por objetivo desenvolver essas articulações e exercitá-las na análise de um material didático referente ao tema Produção, Transmissão e Consumo da Energia Elétrica, produzido no contexto do ensino de Física da Educação de Jovens e Adultos. Verificamos que os pressupostos da Teoria da Flexibilidade Cognitiva contribuem para o desenvolvimento da Aplicação do Conhecimento e do modelo fractal por meio de estruturas de conhecimento em rede e flexíveis, construídas ao longo do cruzamento de paisagens ou temas altamente inter-relacionados, utilizadas no enfrentamento do cotidiano científico-tecnológico e na resolução de problemas. Nas considerações finais, tecemos comentários acerca da potencialidade do material didático e das articulações desenvolvidas para outras abordagens didáticas e modalidades de ensino.

Biografia do Autor

Graciely Rocha Braga, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA

Graduada em Física, Licenciatura Plena, pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Mestra em Ensino pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Tem experiência na área de ensino de Ciências/Física, atuando com as temáticas: Flexibilidade Cognitiva, Três Momentos Pedagógicos, Educação Dialógico-Problematizadora e ensino de Ciências/Física na Educação de Jovens e Adultos. Atualmente é professora substituta do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas – DCET, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e professora de Física do Ensino Médio.

Wagner Duarte José, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA

Graduado em Física Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1992) e Doutor em Ciências/Física pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é professor pleno da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, atuando na graduação e pós-graduação. Foi coordenador do subprojeto PIBID/Física. Desenvolve pesquisas em Ensino de Ciências/Física, nos seguintes temas: tecnologias da informação e comunicação, teoria da flexibilidade cognitiva, conectivismo, educação dialógico-problematizadora e formação de professores.

Referências

ANGOTTI, J. A. P. Conceitos Unificadores e ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 15, n. 4, p. 191-198, 1993.

ARRUDA, J. R. C. Um sistema didáctico para la enseñanza-aprendizaje de la Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 23, n. 4, p. 329-350, 2001.

ARRUDA, J. R. C. Um modelo didáctico para enseñanza aprendizaje de la Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 1, p. 86-104, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. PCN+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília, 2002.

CARVALHO, A. A. A. A representação do conhecimento científico segundo a Teoria da Flexibilidade Cognitiva. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 1, p. 169-184, 2000.

CARVALHO, A. A. A. Promover a Flexibilidade Cognitiva em níveis avançados do conhecimento. Revista da FACED, v. 12, n. 6, p. 25-46, 2002.

DELIZOICOV, D. Problemas e Problematizações. In: PIETROCOLA, M. (org.). Ensino de Física: conteúdo, metodologia e epistemologia numa concepção integradora. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001, p. 236.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. Física. São Paulo: Cortez, 1992.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNANBUCO, M. M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2011.

BRAGA, G. R. A Teoria da Flexibilidade Cognitiva como estruturantes dos Três Momentos Pedagógicos: contribuições ao ensino de Física na Educação de Jovens e Adultos. 2019. Dissertação (Mestrado em Ensino) - Programa de Pós-Graduação em Ensino, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Ação Cultural para a Liberdade e Outros Escritos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

LEÃO, M. B. C.; NERI, F. FlexQuest: una webquest con aportes de la Teoria de la Flexibilidad Cognitiva (TFC). Enseñanza de las Ciencias, n. Extra, p. 569-573, 2009.

LEITE, B. S.; LEÃO, M. B. C. Contribuição da Web 2.0 como ferramenta de aprendizagem: um estudo de caso. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 8, n. 4, p. 288-315, 2015.

MENEZES, L. C. Novo (?) método (?) para ensinar (?) física (?). Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 2, n. 2, p. 85-97, 1980.

MUENCHEN, C.; DELIZOICOV, D. A construção de um processo didático-pedagógico dialógico: aspectos epistemológicos. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 14, n. 3, p. 199-215, 2012.

PESSOA, T.; NOGUEIRA, F. Flexibilidade Cognitiva nas vivências e práticas educativas: casebook para a formação de professores. In: NASCIMENTO, A.; HETKOWSKI, T. (Org.). Educação e contemporaneidade: pesquisas científicas e tecnológicas, 2009. p. 111-131.

PIETROCOLA, M. (Org.). Ensino de Física: conteúdo, metodologia e epistemologia em uma concepção integradora. 2. ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 2005. v. 1. 235 p.

RICARDO, E. C. Problematização e contextualização no ensino de física. In: CARVALHO, A. M. P. (Org.). Ensino de Física. São Paulo: Cengage Learning, 2010. p. 29-51.

SOUZA, R. V.; LEÃO, M. B. C. O processo de construção da FlexQuest por professores de ciências: análise de alguns saberes necessários. Ciência & Educação, Bauru, v. 21, n. 4, p. 1049-1062, 2015.

SPIRO, R. J.; VISPOEL, W.; SCHMITZ, J.; SAMARAPUNGAVAN, A.; BOERGER, A. Knowledge Acquisition for Application: Cognitive Flexibility and Transfer in Complex Content Domains. In: BRITTON, C.; GLYNNl, S. M. (Eds). Executive Control in Processes in Reading. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 1987. p. 177-199.

SPIRO, R. J.; COULSON, R.; FELTOVICH, P.; ANDERSON, D. Cognitive Flexibility Theory: Advanced Knowledge Acquisition in Ill-Structured Domains. In: Conference of the Cognitive Science Society, 10, 1988, Hillsdale, NJ: Erlbaum, Hillsdale, NJ. Anais...

VASCONCELOS, F. C. G. C.; LEÃO, M. B. C. Utilização de recursos audiovisuais em uma estratégia FlexQuest sobre Radioatividade. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 37-58, 2012.

VIDMAR, M. P. Atividades didáticas de Física mediadas por hipermídia: potencialidades para o desenvolvimento da Flexibilidade Cognitiva. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

Downloads

Publicado

2021-03-25

Edição

Seção

Ensino e aprendizagem de Ciências/Física