FUTEBOL FEMININO E AS BARREIRAS DO SEXISMO NAS ESCOLAS: reflexões acerca da invisibilidade

Cássia Cristina Furlan, Patrícia Lessa dos Santos

Resumo


A pesquisa teve por objetivo observar jogadoras de futebol e suas autorrepresentações, como elas veem a participação das mulheres no futebol e se as escolas incentivam a prática dessa atividade, verificando questões de gênero. Apresenta também análise das interfaces e desdobramentos dessa prática no interior da escola e da educação física escolar. Com metodologia qualitativa, foram realizadas entrevistas com acadêmicas de educação física e atletas. Verificou-se que ainda estão presentes preconceitos em relação ao futsal feminino, e que as condições de acesso e participação nas práticas corporais e esportivas ainda favorecem o universo masculino.

Palavras-chave


Futebol feminino; Gênero; Escola; Educação física escolar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2008n30p28



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA