Ações formativas em disciplinas de prática pedagógica na licenciatura em Educação Física

Willer Soares Maffei, Roseli Pacheco Schetzler

Resumo


Neste trabalho, são investigadas contribuições para a docência inicial decorrentes de três ações formativas desenvolvidas em duas disciplinas de Prática Pedagógica nos dois últimos semestres de um curso de licenciatura noturno em Educação Física. Neste sentido, são articuladas ações pautadas na formação do professor reflexivo, em modelos de ensino fundamentados na cultura corporal de movimento e na orientação, problematização e reformulação de planos de ensino a serem desenvolvidos no Estágio Supervisionado por quinze futuros professores. Depoimentos dos mesmos, obtidos por meio de entrevistas gravadas e transcritas, segundo uma abordagem qualitativa de pesquisa, evidenciam a importância de tais ações que, por se contraporem ao modelo formativo vigente – racionalidade técnica, que enfatiza uma concepção de Educação Física como atividade técnica, desportiva e descompromissada de seus propósitos educacionais – configuram-se como propostas significativas para uma melhor formação docente inicial naquela área. 


Palavras-chave


Licenciatura em Educação Física; Formação do professor reflexivo; Cultura corporal de movimento

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALARCÃO, I. Formação Reflexiva de Professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996.

BETTI, M. M. Educação Física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

______ Imagem e ação: a televisão e a Educação Física escolar. Bauru: Relatório final de pesquisa apresentado à Fundação para o Desenvolvimento da UNESP, 2001.

CHAVES, S. N. A construção coletiva de uma prática de formação de professores de ciências: tensões entre o pensar e o agir. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação. UNICAMP, Campinas, 2000.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

DEWEY, J. Democracia e Educação: breve tratado de Philosofia da Educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1936.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 1994.

LÜDKE, M.; ANDRÉ. M.E.D.A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MALDANER, O. A. A formação Inicial e Continuada de Professores de Química Professores/Pesquisadores. Ijuí Ed. Unijuí. 2000. 424p. (Coleção Educação em Química).

MARCELO, C. G. A formação de professores: Centro de atenção e pedra de toque. In: NÓVOA, A. (org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PÉREZ-GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: Nóvoa, A. (org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

SCHNETZLER, R.P. O PROFESSOR DE CIÊNCIAS: problemas e tendências de sua formação. In. SCHNETZLER, R.P & ARAGÃO, R.M.R. (Orgs.). ENSINO DE CIÊNCIAS: fundamentos e abordagens. CAPES/UNIMEP, 2000.

SCHNETZLER, R.P. A pesquisa em ensino de química no Brasil: conquistas e perspectivas. Química Nova, supl.1, p. 14-24, 2002.

SCHÖN, D.A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: A. Nóvoa (Ed.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quichote, 1992.

______ Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem/ Donald A. Schön; trad. Roberto Cataldo Costa – Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

ZEICHNER, K. M., A Formação Reflexiva de Professores: Idéias e Práticas. Lisboa: Educa, 1993.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n53p101



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA