Yes, I can: a representação das pessoas com deficiência no videoclipe “We're the Superhumans” do Channel 4

Amanda Paola Velasco, Antonio Luis Fermino, Bianca Natália Poffo, Silvan Menezes dos Santos

Resumo


Este trabalho se propôs a responder a seguinte questão: De que maneira as pessoas com deficiência são retratadas no videoclipe “We're the Superhumans” produzido pelo canal de televisão inglês, Channel 4, e divulgado pelo IPC para promover os Jogos Paralímpicos Rio/2016? Como base metodológica, utilizamos a análise do discurso e elencamos duas categorias: Espetacularização da deficiência (supercrip) e Representação das pessoas com deficiência. Identificamos que as pessoas com deficiência foram apresentadas sob a ótica das capacidades e habilidades socioesportivas. A peça publicitária se restringiu em veicular conteúdos que promovem a surpresa e o encantamento do público, omitindo, por vezes, problemáticas desse universo, assim como a questão da acessibilidade. Constatamos também a mobilização de três elementos para a representação das pessoas com deficiência: 1 – Discurso nacionalista; 2 – A mediação informativa das modalidades paralímpicas; e 3 – A projeção de futuro a partir da imagem da criança e de novas modalidades esportivas.


Palavras-chave


Atletas com deficiência; Supercrip; Representante; Estigma

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n55p34



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA