A necropolítica esportiva do governo Bolsonaro (2019-2020)

Autores

  • Wagner Barbosa Matias Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2021e80435

Palavras-chave:

Necropolítica, Bolsonarismo, Esporte

Resumo

O estudo investiga as características da política econômica, social e, sobretudo, esportiva nos dois primeiros anos do governo Bolsonaro. Para tanto foi desenvolvido debate teórico e estudo documental, com análise da legislação esportiva e do montante e a destinação dos recursos do governo federal para o esporte. Observou-se que não houve novos ordenamentos com impacto significativo para o campo esportivo. Quanto ao orçamento, percebeu-se uma queda do montante nestes dois anos em relação aos governos anteriores e a priorização do esporte de alto rendimento.

Biografia do Autor

Wagner Barbosa Matias, Universidade de Brasília

Graduado em Educação Física pela UESB, mestre e doutor em Educação Física pela UnB, com estágio-sanduiche na Universidade de Sevilha/ES. Era professor da Secretaria de Educação do GDF (Brasília), servidor na Secretaria Especial de Esporte (Ministério da Cidadania) e pesquisador do AVANTE/UnB. Foi parecerista ad hoc da Motrivivência.

Referências

ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone et al. Panorama sobre a constitucionalização do direito ao esporte no Brasil. Revista Motrivivência, v. 28, n. 49, 2016.

BOSCHETTI, Ivanete. Avaliação de políticas, programas e projetos sociais. In: Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais. Brasília, CFES, ABEPSS, 2009.

BRAVO, Maria Inês Souza; PELAEZ, Elaine Junger. A saúde nos governos Temer e Bolsonaro: lutas e resistências. SER Social, v. 22, n. 46, 2020.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva. O financiamento do esporte no Brasil: aspectos da atuação estatal nos governos Lula e Dilma. Brasília: Universidade de Brasília. Dissertação (Mestrado em educação física), 2018.

CARVALHO, Laura. Valsa brasileira: do boom ao caos econômico. 8ª reimpressão. São Paulo: Todavia, 2020.

CASTELLANI Filho, L. O Estado Brasileiro e os Direitos Sociais: O Esporte. In: HÚNGARO, E. M.; DAMASCENO, L. G.; GARCIA, C. C. (Orgs.). Estado, política e emancipação humana: lazer, educação, esporte e saúde como direitos sociais. Santo André, SP: Alpharrabio, 2008.

CASTRO, Suelén Barboza Eiras de Castro; MEZZADRI, Fernando Marinho. Panorama das principais fontes de financiamento público para o esporte brasileiro. Revista da ALESDE, v. 10, n.1, 2019.

CHAUÍ, Marilena. A nova classe trabalhadora brasileira e a ascensão do conservadorismo. In: JUNKINGS, Ivana; DORIA, Kim; CLETO, Murilo (ORGs.) Por que gritamos golpe? São Paulo: Boitempo, 2016.

FRIZZO, Giovanni. Crise do capitalismo, política ultraliberal e a extinção do ministério do esporte. Revista Motrivivência, v. 31, n.60, 2019.

LINHALES, M. A. A Trajetória Política do Esporte no Brasil: interesses envolvidos, setores excluídos. Belo Horizonte, 1996. 242f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) Faculdade de Filosofia e Ciências humanas, UFMG, 1996.

MATIAS, W. B. et al. A lei de incentivo fiscal e o (não) direito ao esporte no Brasil. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 21, n. 1, jan/mar. 2015.

MATIAS, W.B. A constituição do Programa de Modernização da gestão e de responsabilidade fiscal do futebol brasileiro (PROFUT): atuação parlamentar e grupos de pressão. Revista Motrivivência, v. 30, n. 56, 2018.

MASCARENHAS, F. O orçamento do esporte: aspectos da atuação estatal de FHC a Dilma. Revista Brasileira e Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 30, nº 4, out/dez. 2016.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Revista do PPGAV/EBA/UFRJ, n.32, 2016.

OREIRO, José Luis Oreiro; DE PAULA, Luiz Fernando. A economia brasileira no governo Temer e Bolsonaro: uma avaliação preliminar. ResearchGate. set. 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/336147850_A_economia_

SILVA, D. S., SILVESTRE, B. M.; AMARAL,S. C. F. Assessing the Timemania Lottery as a sports public policy. Journal of Physical Education, 31(1), 2020.

TEIXEIRA, Marcelo Resende. Esporte, fundo público e pequena política. 2016.231f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade de Brasília; Brasília, 2016.

TEIXEIRA, Marcelo R, MATIAS, Wagner B., Mascarenhas Fernando. O financiamento do esporte olímpico no Brasil: uma análise do ciclo de Londres (2009-2012). Rev. Bras. Ci. Esp. 2017 Jul/Set;(39):284-90.

TEIXEIRA, Marcelo Resende ; MATIAS, Wagner Barbosa ; CARNEIRO, F. H. ; MASCARENHAS, F. . Programa Bolsa Atleta no contexto esportivo nacional. Revista Motrivivência , v. 29, p. 1-15, 2017.

TONIETTI, Diego Ferreira. O dinheiro partido: análises das transferências voluntárias da união na política de esporte. Brasília: Universidade de Brasília. Dissertação (Mestrado em educação física), 2018

Downloads

Publicado

2021-06-11

Edição

Seção

Seção Temática