Limites e alcances da propaganda do Estado Novo para mobilização nacional durante a Segunda Guerra Mundial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2019.e67083

Palavras-chave:

Segunda Guerra Mundial, Justiça do Trabalho, Trabalhadores

Resumo

O artigo aponta alguns limites e alcances da propaganda de mobilização nacional, durante a Segunda Guerra Mundial, como possibilidade de reflexão sobre as relações estabelecidas entre Estado e classe trabalhadora e também sobre as possíveis causas do enfraquecimento da ditadura do Estado Novo, a partir da análise dos processos trabalhistas impetrados nas Juntas de Conciliação e Julgamento de Belo Horizonte, entre 1939 e 1945, e dos textos publicados pela Revista do Trabalho e pelo jornal Estado de Minas, no mesmo período.

Biografia do Autor

Patrícia Costa de Alcântara, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestra e doutoranda em História pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Referências

BARROS, José Marcio Pinto de Moura; SANTIAGO, Carla Ferretti. BH nos tempos da II Guerra Mundial. Belo Horizonte: Centro de Referência Áudio Visual, 1995.

BONET, Fernanda dos Santos. Autoritarismo e Nacionalismo: O discurso oficial sobre o envolvimento do Brasil na Segunda Guerra Mundial, através das páginas da revista Cultura Política. 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

BILHÃO, Isabel. "Trabalhadores do Brasil!": as comemorações do primeiro de maio em tempos de Estado Novo varguista, Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 31, n. 62, p. 71-92, 2011.

CAPELATO, Maria Helena. Propaganda política e controle dos meios de comunicação. In: PANDOLFI, Dulce. (Org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1999.

CARONE, Edgard. O PCB (1943-1964). São Paulo: DIFEL, 1982. v. 2.

FORTES, Alexandre. Do reformismo tecnocrático ao nacionalismo de massas: A Segunda Guerra Mundial e a emergência do trabalhismo brasileiro. In: FERRERAS, Norberto. (org.). A questão nacional e as tradições nacional-estatistas na América Latina e na África. Editora FGV: Rio de Janeiro, 2015.

FRENCH, John D. Afogados em Leis: A CLT e a cultura política dos trabalhadores brasileiros. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2001.

GOMES, Ângela de Castro. A invenção do Trabalhismo. São Paulo: Vértice, Editora dos Tribunais, 1988.

GOMES, Ângela Maria de Castro. Ideologia e trabalho no Estado Novo. In: PANDOLFI, Dulce (org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1999.

MATTOS, Marcelo Badaró. Trabalhadores e Sindicatos no Brasil. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

PAOLI, Maria Célia. Os trabalhadores urbanos na fala dos outros: Tempo, espaço e classe na história operária brasileira. In.: LOPES, José Sérgio Leite. (org.). Cultura e identidade operária: aspectos da cultura da classe trabalhadora. Rio de Janeiro: Editora Marco Zero, 1987.

PUREZA, Fernando Cauduro. Economia de Guerra, Batalha da Produção e Soldados Operários: O impacto da Segunda Guerra Mundial na vida dos Trabalhadores de Porto Alegre (1942-1945). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

SANTOS, Luciana Ibarra dos. Há algo de novo no front: a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

SILVA, Fernando Teixeira. Trabalhadores no Tribunal: Conflitos e Justiça do Trabalho em São Paulo no contexto do Golpe de 1964. São Paulo: Allameda, 2016.

VELLOSO, Mônica Pimenta. Cultura e poder político: Uma configuração do Campo Intelectual. In: OLIVEIRA, L. L.; VELLOSO, M. P.; GOMES, Â. M. de C. (orgs.). Estado Novo: Ideologia e Poder. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

VISCARDI, Cláudia Maria Ribeiro. Trabalho, previdência e associativismo: as leis sociais na Primeira República. In: DELGADO, I. G.; LOBO, V. M.; VISCARDI, C. M. (org.). Trabalho, Proteção e Direitos: o Brasil para além da Era Vargas. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2010.

Downloads

Publicado

2019-12-17

Edição

Seção

Dossiê 2019.1 - "Trabalhadores e Segunda Guerra Mundial"