Serviço de Higiene Industrial: trabalho, saúde e doença na Reforma Sanitária da Bahia (1925-1930)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2020.e74167

Palavras-chave:

Higiene Industrial, Reforma Sanitária, Saúde do Trabalhador

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar o surgimento e funcionamento do Serviço de Higiene Industrial na Bahia, assim como aspectos relativos à saúde e às doenças que atingiam os trabalhadores. A análise foi realizada a partir de fontes como os relatórios do Serviço de Higiene Industrial, relatórios da Subsecretaria e da Secretaria de Saúde e Assistência Pública, um cartão de bolsista da Fundação Rockefeller, os Anais do V Congresso Brasileiro de Higiene, teses da Faculdade de Medicina da Bahia e periódicos como A Tarde, Diário de Notícias e A Manhã. Conclui-se que, na década de 1920, foram criados serviços de saúde destinados aos operários, como fruto de interesses nacionais e internacionais, que ampliaram a rede de assistência ao trabalhador em Salvador, Bahia.

Biografia do Autor

Ricardo dos Santos Batista, Universidade de São Paulo (USP)/ Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Doutor em História Social pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atualmente faz estágio de pós-doutorado na Faculdade de Medicina Preventiva da Universidade de São Paulo (USP), Museu Histórico Carlos da Silva Lacaz. Fez estágio de pós-doutorado na Casa de Oswaldo Cruz (PPGHCS/COC/Fiocruz). Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus Alagoinhas. 

Referências

ALMEIDA, Anna Beatriz de Sá. As doenças ‘do trabalho’ no Brasil no contexto das políticas públicas voltadas ao trabalhador (1920-1950). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 7, n. 13, p. 65-84, jan.-jun. 2015.

BATISTA, Ricardo dos Santos. A formação inicial de Antônio Luis Cavalcanti de Albuquerque de Barros Barreto. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 26, n. 3, p. 801-822 jul.-set. 2019.

BATISTA, Ricardo dos Santos. Educação e propaganda sanitárias: desdobramentos da formação de um sanitarista brasileiro na Fundação Rockefeller. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 26, n. 4, out.-dez. 2019.

BATISTA, Ricardo dos Santos. Sífilis e reforma da saúde na Bahia (1920-1945). Salvador: Eduneb, 2017.

CARRARA, Sérgio. Tributo a vênus: a luta contra a sífilis no Brasil da passagem do século aos anos 40. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 1996.

CASTELLUCCI, Aldrin Armstrong Silva. Industriais e operários baianos numa conjuntura de crise (1914-1921). Salvador: Fieb, 2004.

CASTELLUCCI, Aldrin Armstrong Silva. Muitos votantes e poucos eleitores: a difícil conquista da cidadania operária no Brasil Império (Salvador, 1850-1881). Varia Historia, Belo Horizonte, v. 30, n. 52, p. 183-206, jan.-abr., 2014.

CUETO, Marcos; PALMER, Steven. Medicina e saúde pública na América Latina: uma história. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2016.

FERREIRA, Luiz Otávio. Modernizar a gestão da pobreza cuidando da saúde e da doença. In: SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da; BATISTA, Ricardo dos Santos Batista (org.). História e Saúde: políticas, assistência, doenças e instituições na Bahia. Salvador: Eduneb, 2018.

FRIAS JÚNIOR, Carlos Alberto da Silva. A saúde do trabalhador no Maranhão: uma visão atual e proposta de atuação. 1999. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 1999.

HOCHMAN, Gilberto. A era do saneamento. 3ª ed. São Paulo: Hucitec, 2012.

MOURA, Esmeralda Blanco Bolsonaro de. Higiene e segurança do trabalho. Revista História, São Paulo, n. 127-128, p. 153-179, ago.-dez. 1992 – jan-jul. 1993.

ROSEN, George. Uma história da saúde pública. São Paulo/Rio de Janeiro: Hucitec, Edusp/ Associação Brasileira de Pós-graduação, 1994.

SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da. O Dispensário Ramiro de Azevedo e a constituição de políticas de enfrentamento da tuberculose na Bahia na década de 1920. In: SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da; BATISTA, Ricardo dos Santos Batista (org.). História e Saúde: políticas, assistência, doenças e instituições na Bahia. Salvador: Eduneb, 2018.

SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da. Entre lançadeiras, guindastes e trilhos: doenças e acidentes de trabalho em Salvador nas décadas de 1935 e 1940. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 7, n. 13, jan.-jun. 2015.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. A gripe espanhola na Bahia: saúde, política e medicina em tempos de epidemia. Rio de Janeiro: Ed. FIOCRUZ; Salvador: EDUFBA, 2009.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. Assistência ao trabalhador e formação do sistema previdenciário na Bahia (1930-1960). In: SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da; BATISTA, Ricardo dos Santos Batista (orgs.). História e Saúde: políticas, assistência, doenças e instituições na Bahia. Salvador: Eduneb, 2018.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. Redes de poder e de solidariedade nos sertões da Bahia em tempos de epidemias. In: CHAVES, Cleide de Lima. História da saúde e das doenças no interior da Bahia: séculos XIX e XX. Vitória da Conquista; Edições UESB, 2013.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de; HOCHMAN, Gilberto. Ano de nove, ano de varíola: a epidemia de 1919, em Salvador, Bahia. Fênix – Revista de História e Estudos Culturais, Uberlândia, v. 9, ano 9, n. 3, set.-dez., 2012.

SOUZA, Christiane Maria Souza de; SANGLARD, Gisele. Saúde pública e assistência na Bahia da Primeira República, 1889-1929. In: SOUZA, Christiane Maria Souza de; SANGLARD, Gisele (org.). História da saúde na Bahia: instituições e patrimônio arquitetônico, 1808-1958. Barueri: Editora Fiocruz; Manole, 2011. p. 27-73.

Downloads

Publicado

2020-11-09

Edição

Seção

Dossiê 2020.2 - "Os mundos do trabalho e suas interfaces com a ciência, a saúde e a doença”