A nova ordem educativa mundial e a União Europeia: a formação de professores dos princípios comuns ao ângulo português

Fátima Antunes

Resumo


Neste trabalho delineamos um percurso de compreensão da elaboração de um texto de política educativa europeia, o documento Princípios Comuns Europeus para as Competências e Qualificações dos Professores, diligenciando ainda sugerir articulações com processos políticos nacionais no mesmo campo. Argumentamos que a educação e os professores se encontram sob o fogo de uma agenda emergente de pressões globais que se traduz numa pluralidade de orientações, de entre as quais os projectos democrático-profi ssionalizante e competitivo-tecnológico de massas, cujo desencontro é tão real quanto a discrepância da capacidade de infl uência entre as partes. Estas divergências ter-se-ão manifestado recentemente em Portugal, através de propostas de sentidos distintos para a formação inicial de professores. Procuramos clarifi car percursos e processos, conexões e desarticulações, salientando, por um lado, a inscrição estratégica das políticas nacionais nas políticas da União e globais e, por outro lado, a construção mediada, contextualizada e não-linear do desenvolvimento daquelas políticas na realidade do país.


Palavras-chave


Educação e Estado-Europa; Professores-Formação; Education and State – Europe; Teacher-Education; Educación y Estado-Europa; Profesores-Formación

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 2008 Fátima Antunes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.