Educação a distância como mídia-educação

Autores

  • Andrea Brandão Lapa
  • Maria Luiza Belloni

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2012v30n1p175

Palavras-chave:

Educação a Distância, Educação pela mídia, Formação de professores

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão da Educação a Distância (EaD) a partir do referencial teórico e metodológico da mídia-educação. Em uma perspectiva mais ampla, que trata da integração das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) aos processos de ensino e de aprendizagem, busca deslocar a discussão da modalidade para o método. A educação para a cidadania pela EaD está associada à apropriação crítica e criativa das mídias em duas dimensões: como ferramenta pedagógica e como objeto de estudo. Este artigo reconhece a formação de professores pela EaD como um espaço de possibilidades para a formação crítica, desde que pensada segundo este referencial. E procura atender ao seu objetivo de fomentar o debate acerca das concepções possíveis para a educação a distância na medida em que analisa e relaciona alguns desafios enfrentados quando a iniciativa é fazer a EaD como mídia-educação. Reafirma em sua conclusão que o potencial dos sujeitos de se apropriarem crítica e criativamente das ferramentas técnicas que tendem a instrumentalizá-los é parte essencial da agenda da formação de professores, de modo a oportunizar a transformação metodológica posta em pauta na educação contemporânea.

Publicado

2012-05-28