Casos controversos sob o enfoque de um paradigma indiciário: o ensino de ciências no horizonte formativo da cidadania ambiental

Carmen Roselaine de Oliveira Farias, Elisabeth Barolli

Resumo


Neste ensaio teórico as autoras apresentam uma crítica aos modelos epistemológicos e pedagógicos dominantes no ensino de ciências e apresentam uma perspectiva sobre o uso de casos controversos que leva em conta expectativas de formação para a cidadania socioambiental. O argumento central é que casos podem contribuir para a compreensão de questões ambientais na escola a partir de uma postura investigativa que tem suas raízes em um modelo epistemológico das ciências humanas, que pode ser designado por “paradigma indiciário”. Para isso, busca-se problematizar nossas formas de produzir conhecimentos escolares nas áreas das ciências e oferecer uma fundamentação teórica e metodológica para o uso de casos controversos na educação escolar, destacando suas contribuições para a educação ambiental. O artigo conclui sustentando que, para além de conhecer argumentos técnicos e científicos sobre controvérsias ambientais, uma metodologia de ensino fundamentada em casos controversos contribuiria para desvelar aquilo que não está absolutamente explícito nesses argumentos: o caráter social e político da ciência e da tecnologia e a nossa implicação na história e no ambiente como sujeitos morais.


Palavras-chave


Ensino de Ciências; Educação ambiental; Casos controversos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2013v31n3p1131



Direitos autorais 2014 Carmen Roselaine de Oliveira Farias, Elisabeth Barolli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.