Projeto e desejo de ser professora de Educação Física em escolas públicas: um estudo sobre a docência e o investimento pedagógico

Autores

  • Artur Gomes de Souza Universidade Federal de Santa Catarina
  • Justina Inês Sponchiado Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fabio Machado Pinto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n3p1033

Palavras-chave:

Existencialismo, Educação física, Docente

Resumo

Este trabalho teve como objeto de estudo o investimento pedagógico do professor. Investigamos a trajetória e as práticas de uma professora que trabalha há treze anos na educação básica. Utilizamos a abordagem biográfica e etnográfica, com recurso à entrevista semiestruturada e observações de 24 aulas ministradas pela professora. As categorias sartreanas de projeto e desejo de ser e, também, o conceito de móbile que, segundo a escola soviética, dão sentido à atividade do sujeito, foram utilizados na análise dos dados referentes à sua trajetória e investimento pedagógico. Identificamos as mediações fundamentais na realização do seu projeto e as razões que a incitam a agir, num quadro permanente de adversidades e realizações. 

Biografia do Autor

Artur Gomes de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduado em Educação Física e Mestrando em Educação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

Justina Inês Sponchiado, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Técnica em Assuntos Educacionais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Fabio Machado Pinto, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Ciências da Educação pela Université Paris 8 – Vincennes-Saint-Denis. Professor do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Downloads

Publicado

2017-02-23