A ideologia do agronegócio na educação básica

Victor Hugo Junqueira, Maria Cristina dos Santos Bezerra

Resumo


O agronegócio tornou-se uma realidade no campo brasileiro desde a década de 1990. Porém, sua atuação não se limita à produção e comercialização de mercadorias em nível internacional. Nesse sentido, partindo do conceito marxista de ideologia como representação das relações sociais de produção e componente da luta de classes, com interferências materiais na reprodução das relações de produção, analisamos o agronegócio como expressão ideológica da classe dominante. Trazemos argumentos do discurso do agronegócio e sua utilização no programa educacional ‘Agronegócio na Escola’, desenvolvido pela Associação Brasileira do Agronegócio na região de Ribeirão Preto-SP. Os resultados mostram a importância da educação como instrumento ideológico para internalizar na consciência dos sujeitos, desde a infância, a importância social do agronegócio, garantindo a reprodução das relações de produção.


Palavras-chave


Ideologia; Agronegócio; Educação

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2018v36n4p1378



Direitos autorais 2018 VICTOR HUGO JUNQUEIRA, MARIA CRISTINA DOS SANTOS BEZERRA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.