A transmissão de conhecimentos como condição para a criatividade: o papel diretivo do professor e a criança feliz

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2019.e53237

Palavras-chave:

Criatividade, Educação escolar, Psicologia histórico cultural, Pedagogia histórico-crítica

Resumo

Este artigo versa sobre o desenvolvimento histórico-social da criatividade. Pretende-se mostrar que a criatividade não é um potencial individual inato que se desenvolve por meio de interações espontâneas com o ambiente cultural e tampouco contrária à transmissão sistemática de conhecimento. Assim, começamos o artigo com a problemática sobre a dicotomia entre criatividade e liberdade. Em seguida, nos dedicamos brevemente sobre o desenvolvimento psicológico humano, mais especificamente, da função psíquica imaginação, evidenciando que a criatividade exige transmissão de conhecimentos. Por fim, tecemos algumas considerações sobre o papel da educação escolar no processo de humanização dos indivíduos e ao desenvolvimento da criatividade.

Biografia do Autor

Maria Cláudia da Silva Saccomani, Universidade estadual Paulista, UNESP, Campus de Araraquara.

Universidade estadual Paulista, UNESP, Campus de Araraquara.

Downloads

Publicado

2019-04-23