O regime de 1964 e a gênese da UFMS: de Instituto Superior de Pedagogia a Campus do Pantanal, os primeiros desafios para a afirmação da Universidade cinquentenária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2020.e62882

Palavras-chave:

Regime de 1964, Instituto superior de pedagogia, Campus do Pantanal

Resumo

Com base em depoimentos de pioneiros e pesquisa bibliográfica, este artigo visa resgatar a memória coletiva e, sobretudo, contribuir para a reflexão participativa sobre a trajetória cinquentenária do atual Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (CPAN/UFMS). Recorremos à pesquisa qualitativa em fontes primárias (documentos e entrevistas semiestruturadas) e fontes secundárias (periódicos e estudos sobre a temática), em que realizamos as fases compilatória, correlatória e interpretativa do material levantado. Inicialmente, descrevemos o contexto histórico nacional e regional em que foi criado como Instituto Superior de Pedagogia de Corumbá. A seguir, trilhamos pelas experiências partilhadas por ex-professores para conhecermos um pouco dos desafios e conquistas dos pioneiros. Ao final, uma digressão: como este campus, próximo da Bolívia e distante dos centros decisórios, conseguiu sobreviver a desafios aparentemente intransponíveis e conquistas relevantes, apesar das inúmeras remoções de docentes e da reduzida solvência financeira?

Biografia do Autor

Wadia Schabib Hanny, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS

Professora do Curso de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS. Doutora em  Desenvolvimento Regional pela Universidade de São Paulo, USP

Ahmad Schabib Hany, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS

Mestrando em Estudos Fronteiriços pela UFMS/CPAN. Graduado em História pela Universidade Católica Dom Bosco, UCDB

Referências

AGOSTINHO, Gilberto. Vencer ou morrer: futebol, geopolítica e identidade nacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.

ALEXANDRE, Gisela Angelina Levatti. Entrevista semiestruturada concedida por email a Ahmad Schabib Hany. São Paulo (SP), 21 ago. 2017.

AMORIM, Paulo Henrique. O quarto poder: Uma outra história. São Paulo: Hedra, 2015.

AQUIDAUANA News. Portal de notícias. Corumbá comemora 40 anos de curso superior. Entrevista a José Ferreira de Freitas. Aquidauana, 27 nov. 2007. Disponível em: http://www.aquidauananews.com/0,0,00,1459-113720-SESSAO+SOLENE+CORUMBA+COMEMORA+40+ANOS+DE+CURSO+SUPERIOR.htm. Acesso em 9 ago. 2017.

ARAKAKI, Suzana. Notas sobre a ditadura militar no sul de Mato Grosso: ação, reação, repressão. História em Reflexão (revista eletrônica). UFGD. Dourados (MS), v.8, n.15, jan./jun., 2014. Disponível em: http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui/bitstream/handle/bdtse/4587/2014_arakaki_notas_sobre_ditadura_OK.pdf?sequence=1&isAllowed=y (originalmente em: ojs.ufgd.edu.br/index.php/historiaemreflexao/article/download/3359/1838). Acesso em 6 ago. 2017.

ARAÚJO, Maria do Amparo Almeida, et al.Dossiê dos mortos e desaparecidos políticos a partir de 1964. Prefácio de Dom Paulo Evaristo Arns. Apresentação de Miguel Arraes de Alencar. Recife: Companhia Editora de Pernambuco, 1995. Disponível em: http://livrozilla.com/doc/333152/dossi%C3%AA-dos-mortos-e-desaparecidos-pol%C3%ADticos-a-partir-de-1964. Acesso em 11 mar. 2017.

BASCOPÉ ASPIAZU, René. La veta blanca: coca y cocaína en Bolivia. La Paz: Ediciones Aquí, 1982.

BENTO, Victor Caero; OLIVEIRA, Vitor Wagner Neto de. Entrevista com Lúcia Salsa Corrêa. Revista Trilhas da História. Três Lagoas, v.4, n.8, jan.-jun., 2015.p.190-195. Disponível em: http://www.trilhasdahistoria.ufms.br/index.php/RevTH/article/view/1089/pdf_70. Acesso em 16 ago. 2017.

BEZERRA, Maria Angélica de Oliveira. Entrevista semiestruturada concedida por email a Ahmad Schabib Hany. Aracaju (SE), 31 ago. 2017.

BIONDI, Aloysio. O caso Halles: As razões da advertência. Semanário Opinião. Rio de Janeiro, ano 2, n. 77, p.17, 29 abr. 1974. Setor de Hemeroteca Digitalizada da Biblioteca Nacional. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=123307&pagfis=1740&url=http://memoria.bn.br/docreader#. Acesso em 15 ago. 2017.

BRASIL. Ministério da Justiça. Arquivo Nacional. Fundo: Divisão de Segurança e Informações do Ministério da Justiça: Inventário dos processos da série Movimentos Contestatórios.Rio de Janeiro: 2013. Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/images/conteudo/servicos_ao_cidadao/instrumentos-de-pesquisa/pdf/DSI--Processos-final-13-set.pdf. Acesso em 8 ago. 2017.

CARTA, Mino. Castelo de Âmbar. Rio de Janeiro: Record, 2000.

CHIAVENATO, Júlio José. Bolívia com a pólvora na boca. São Paulo: Brasiliense, 1981.

CHIAVENATO, Júlio José. O golpe de 64 e a ditadura militar. 6.ed. São Paulo: Moderna, 1997.

CORRÊA, Valmir Batista. Um caso de corrupção eleitoral em Corumbá. Semanário Jornal da Cidade Online. Campo Grande, 6 set. 2015. Disponível em: http://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/1067/um-caso-de-corrupcao-eleitoral-em-corumba. Acesso em 14 ago. 2017.

COSTA, Marcelo. Altino Rodrigues Dantas Junior. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/altino-rodrigues-dantas-junior. Acesso em 30 jul. 2017.

CUNHA, Adolpho Emydio. Memórias de um ex-poaeiro. São Paulo: Revista Resenha Tributária, 1984.

DIÁRIO de Corumbá. Anos de chumbo. PEREIRA, Márcio Nunes (diretor). Corumbá (MS), 11 out. 1994, p.6.

DICIONÁRIO Histórico Biográfico Brasileiro pós-1930. Wilson Fadul. 2.ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2001. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: http://cpdoc.fgv.br/producao/dossies/Jango/biografias/wilson_fadul. Acesso em 30 jul. 2017.

ESTADÃO. Acervo Estado. Portal de O Estado de S. Paulo. Personalidades: Médici (Emílio Garrastazu Médici). Disponível em: http://acervo.estadao.com.br/noticias/personalidades,medici,552,0.htm. Acesso em 25 jul. 2017.

FOLHA de S.Paulo. Acervo Folha. Portal do jornal Folha de S.Paulo. 1968: Ato Institucional n.5. Os personagens. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/treinamento/hotsites/ai5/personas/emilioGarrastazuMedici.html. Acesso em 27 jul. 2017.

GASPARI, Elio. A ditadura envergonhada. Col. As Ilusões Armadas. v.1. São Paulo: Cia. das Letras, 2002a.

GASPARI, Elio. A ditadura escancarada. Col. As Ilusões Armadas. v.2. São Paulo: Cia. das Letras, 2002b.

JOSÉ, Emiliano. O assassinato de Anísio Teixeira. Revista CartaCapital. São Paulo, ano 20, n.1016, p.43, 13 jan. 2014. Disponível em versão digital pelo link https://www.cartacapital.com.br/sociedade/o-assassinato-de-anisio-teixeira-2603.html.Acesso em 30 jul. 2017.

KORNIS, Mônica. Humberto de Alencar Castelo Branco. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/humberto-de-alencar-castelo-branco. Acesso em 30 jul. 2017.

LEMOS, Renato. Arthur da Costa e Silva. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/verbetes/primeira-republica/SILVA,%20Costa%20e.pdf. Acesso em 30 jul. 2017.

MALIN, Mauro; COSTA, Marcelo. Severo Gomes. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/severo-fagundes-gomes. Acesso em 30 jul. 2017.

MORENO, Jorge Bastos. A história de Mora, capítulo 17: “Severo é irmão!”. Ex-ministro de dois governos militares era odiado pelos empresários de comunicação. O Globo.Portal de notícias do diário carioca “O Globo”. Rio de Janeiro, 4. fev. 2012. Disponível em: https://oglobo.globo.com/brasil/a-historia-de-mora-capitulo-17-severo-gomes-irmao-3883614. Acesso em 21 jul. 2017.

PEREIRA, Francisco Fausto Matto Grosso. Entrevista semiestruturada concedida por email a Ahmad Schabib Hany, Campo Grande (MS), 31 ago. 2017.

QUARTI, Márcia. Pedro Pedrossian. Wilson Barbosa Martins. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponíveis em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/pedrossian-pedro, http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/wilson-barbosa-martins. Acesso em 30 jul. 2017.

REIS, Antônio Carlos Konder. Constituição de 1967. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC/FGV). Rio de Janeiro, 2009. Disponíveis em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/constituicao-de-1967. Acesso em 30 jul. 2017.

RIBEIRO, Darcy. Aos trancos e barrancos: como o Brasil deu no que deu. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.

ROSA, João Pereira da. As duas histórias da Universidade: 1966-1978. Campo Grande: Fundação Olívia Pereira de Souza, 1993.

TRAMARIM, Eduardo. Constituição promulgada em 1967: Constituição que buscou legitimar o governo militar autoritário. Câmara é história. Acervo da Rádio Câmara. Câmara dos Deputados. Brasília, 2006. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/CAMARA-E-HISTORIA/339391--CONSTITUICAO--PROMULGADA-EM-1967--CONSTITUICAO-QUE-BUSCOU-LEGITIMAR-O-GOVERNO-MILITAR-AUTORITARIO-%28-07-55-%29.html. Acesso em 25 jul. 2017.

UETANABARO, Masao. Entrevista semiestruturada concedida por email a Ahmad Schabib Hany. Campo Grande (MS), 18 ago. 2017.

UFMS. Portal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Disponível em: https://www.ufms.br/universidade/campus-ufms/campus/campus-do-pantanal-corumba/. Acesso em 15 ago. 2017.

VENTURA, Zuenir. 1968: o ano que não terminou. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

VICENTE, Laíssa Thaila; OLIVEIRA, Vitor Wagner Neto de. Entrevista com Valmir Batista Corrêa. Revista Trilhas da História. Três Lagoas, v.5, n.9, jul.-dez., 2015.p.142-148. Disponível em: http://seer.ufms.br/index.php/RevTH/article/viewFile/1835/1231. Acesso em 16 ago. 2017.

Downloads

Publicado

2020-10-28