Marcel Schwob em tradução

Autores

  • Claudia Borges de Faveri Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2008v1n21p123

Palavras-chave:

Pesquisa em tradução, Marcel Schwob, Tradução ao português

Resumo

Marcel Schwob (1867-1905) ocupa um lugar singular no contexto da literatura francesa e mundial. Pouco conhecido, mesmo em seu país natal, ele é, no entanto, considerado, por um seleto grupo, como um dos mais importantes escritores do seu tempo. São apenas duas as obras de Schwob traduzidas ao português brasileiro, Vidas imaginárias e A Cruzada das crianças. Este artigo se propõe a apresentar o estado atual das traduções da obra de Marcel Schwob no Brasil, dando início a uma discussão mais aprofundada sobre estas traduções e sobre as principais questões colocadas pela obra de Schwob ao campo dos Estudos da Tradução.

Biografia do Autor

Claudia Borges de Faveri, Universidade Federal de Santa Catarina

possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (1987), mestrado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1991) e doutorado em Sciences et Techniques du Langage pela Université de Nice - Sophia Antipolis (1995). Atualmente é professor associado I da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria , Análise e Crítica da Tradução, atuando principalmente nos seguintes campos: teoria, análise e história da tradução, tradução literária e literatura traduzida.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-11-14

Edição

Seção

Artigos