"A tarefa do tradutor" e o seu duplo: a Teoria da Linguagem de Walter Benjamin como Teoria da Traduzibilidade

Autores

  • Susana Kampff Lages Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Biografia do Autor

Susana Kampff Lages, Universidade Federal Fluminense

é Bacharel Em Letras (Tradutor Intérprete Inglês e Alemão) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1983), mestre em Letras (Literaturas da Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990) e doutora em Comunicação e Semiótica (Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996). Atualmente é professora adjunto 1 da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, Literatura Alemã e Literatura Comparada, interessando-se principalmente pelos seguintes temas: tradução, literatura alemã e brasileira e pela obra dos escritores Franz Kafka, Walter Benjamin, Paul Celan e João Guimarães Rosa. Publicou os livros ' Walter Benjamin. Tradução e Melancolia', pelo qual recebeu em 2003 o Prêmio Jabuti, e ' João Guimarães Rosa e a saudade'.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

1998-01-01

Edição

Seção

Artigos