A violência secreta da linguagem: Édipo Rei à luz da tradução hölderliniana.

Autores

  • Kathrin Holzermayr Lerrer Rosenfield Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Hölderlin, tragic, aesthetic rhythm.

Resumo

Este artigo trata das múltiplas redes de signos que compõem o texto de Sofócles. Hölderlin evidenciou, para além dos sistemas de metáforas compreensíveis, cadeias de imagens e sinais sensoriais que resistem a uma explicacão exaustiva e agem sobre nossa percepçãoo sensorial, desencadeando respostas emocionais (atmosferas e tonalidades, clima e aura). Palavras-chave: Hölderlin, trágico, ritmo estético.

Biografia do Autor

Kathrin Holzermayr Lerrer Rosenfield, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Letras pela Universite de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1981) , especialização em Psicologia clínica pela Universite de Paris VII - Universite Denis Diderot (1984) , mestrado em Antropologia histórica pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (1981) , doutorado em Ciência da literatura pela Universidade de Salzburg (1984) e pos-doutorado pela Ecole Normale Supérieure (1999) . Atualmente é Professora Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Membro de corpo editorial da Revista Trama, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência na área de Letras , com ênfase em Teoria Literária. Atuando principalmente nos seguintes temas: , Filosofia, Historia e Teoria Literaria.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos