O Interdomínio dos Estudos Métricos da Informação em Medicina: Aproximação entre discurso e prática de seus pesquisadores

Autores

  • Juliana Lazzarotto Freitas Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília)
  • Leilah Santiago Bufrem Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
  • Maria Cláudia Cabrini Grácio Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2019.e65348

Palavras-chave:

Estudos Métricos da Informação, Medicina, Análise bibliométrica, Interdomínios, Produção periódica científica

Resumo

Analisa o interdomínio de Estudos Métricos da Informação (EMI) na Medicina, a fim de reconhecer teórica e empiricamente as relações de produção científica ali representadas. Utiliza como corpus de análise, um conjunto de 132 artigos extraídos da base Scopus, produzidos pelos autores brasileiros mais representativos do interdomínio. Como modalidade metodológica adota a análise de conteúdo das respostas do questionário aplicado aos autores representantes desse interdomínio, para objetivar suas percepções sobre as próprias práticas de pesquisa relacionadas aos EMI, bem como a análise da produção periódica científica desses autores. Apreende assim, suas percepções sobre as atividades de pesquisa que vêm realizando no âmbito dos EMI. Como resultados, confronta a produção periódica científica dos autores com suas respostas, descrevendo a coesão entre seus discursos e suas práticas de produção científica. Por fim, considera as análises de interdomínios como uma oportunidade de contribuição ou colaboração entre campos para a realização de metapesquisas.

Biografia do Autor

Juliana Lazzarotto Freitas, Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília)

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista - Unesp/Marília (2017). Mestre em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2012). Especialista em Gestão de Negócios pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2011). Graduada em Gestão da Informação pela Universidade Federal do Paraná (2010). 

Leilah Santiago Bufrem, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Doutora em Ciência da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP). Docente Visitante Sênior no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, João Pessoa, PB, Brasil.

Maria Cláudia Cabrini Grácio, Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília)

Doutora em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília, SP, Brasil.

Referências

BUFREM, L. S.; FREITAS, J. L. Interdomínios na literatura periódica científica da Ciência da Informação. DataGramaZero - Revista de Informação, Rio de Janeiro, v.16, n. 4, out. 2015. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/ago15/F_I_art.htm>.

GLÄNZEL, W. Bibliometrics as a research field: a course on theory and application of bibliometric indicators. 2003. Disponível em: <http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.97.5311&rep=rep1&type=pdf>. Acesso em: 9 jan. 2014.

GRACIO, M. C. C; OLIVEIRA, E. F. T. A inserção e o impacto internacional da pesquisa brasileira em "Estudos Métricos" uma análise na base Scopus. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 5, n. 1, 2012. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/71/113>.

HJØRLAND, B.; ALBRECHTSEN, H. Toward a new horizon in information. Society for Information Science and Technology, v.46, n.6, p.400-425,1995.

HJØRLAND, B. Domain Analysis. Knowledge Organization, v. 44, n. 6, p.436-464, nov. 2017. (Reviews of Concepts in Knowledge Organization).

LLOYD, C. As estruturas da História. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

MATTOS, A. M.; JOB, I. A produção científica brasileira no periódico Scientometrics de 1978 até 2006. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, n. 26, 2º sem., p. 47-61, 2008.

PACKER, A. L. et al. SciELO: uma metodologia para publicação eletrônica. Revista Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 109-121, maio/ago. 1998.

PACKER, A. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, São Paulo, n. 89, 2011. Disponível em: http://rusp.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-99892011000200004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 10 jun. 2015.

PEREIRA, J. C. R.; ESCUDER, M. M. L. The scenario of Brazilian health sciences in the period of 1981 to 1995. Scientometrics, v. 45, n.1, p. 95-105, 1999.

RODRIGUES, R. S.; QUARTIERO, E.; NEUBERT, P. Periódicos científicos brasileiros indexados na Web of Science e Scopus: estrutura editorial e elementos básicos. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 25, n. 2, p. 117-138, maio/ago. 2015.

SANTA, S.; HERRERO-SOLANA, V. Cobertura de la ciencia de América Latina y el Caribe en Scopus vs Web of Science, México, Investigación Bibliotecológica, México, v. 24, n. 52, p. 13-27, sep./dic., 2010.

Publicado

2019-09-09

Como Citar

Lazzarotto Freitas, J., Santiago Bufrem, L., & Cabrini Grácio, M. C. (2019). O Interdomínio dos Estudos Métricos da Informação em Medicina: Aproximação entre discurso e prática de seus pesquisadores. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 24(56), 01-22. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2019.e65348

Edição

Seção

Artigo