Imagens dentro de lâmpadas

Autores

  • Francisco Catelli UCS - Rio Grande do Sul
  • Carine dos Reis UCS - Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Laboratório de Física, óptica geométrica, espelhos esféricos.

Resumo

Ao manusear uma lâmpada incandescente transparente (desligada), um estudante observa imagens brilhantes dentro dela. De onde elas surgem? Uma análise mais cuidadosa leva a uma resposta curiosa: a parte inferior da lâmpada funciona como um espelho côncavo e a parte superior, como um espelho convexo. Neste artigo, além de “demonstrar” experimentalmente a resposta acima, o professor tira proveito desse “dispositivo” simples para tornar o estudo da óptica geométrica (espelhos côncavos e convexos) mais atraente e provocante.

Biografia do Autor

Francisco Catelli, UCS - Rio Grande do Sul

Graduação em Licenciatura Em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1976), mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981) e doutorado em Educação - Universite Laval (1995).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2004-01-01