Formação continuada de professores de Física do ensino médio: Concepções de formadores

Autores

  • Demétrio Delizoicov Neto UFSC - Santa Catarina
  • Inés Prieto Schmidt Sauerwein UFSM - RS

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2008v25n3p439

Palavras-chave:

Concepções sobre formação continuada de professores, Formação de professores de Física em serviço, Ensino Médio, Práticas formativas, Prociências

Resumo

O trabalho analisa cursos de formação de professores de Física em serviço, implementados no Rio Grande do Sul através do Programa Prociências/CAPES, edital de 2001. Tendo como referências a literatura sobre a temática da formação, construiu-se um instrumento denominado espectro de práticas formativas, que sintetiza elementos que compõem distintas concepções e práticas que estruturam a formação continuada de professores. Elementos constituintes dos projetos qualificados e obtidos da análise dos documentos aprovados para a obtenção de financiamento foram cotejados com os desse instrumento. Resultados preliminares indicam que há duas tendências nas práticas formativas: de um lado, formadores relativamente isolados de resultados recentes de pesquisa em Educação em Ciências (EC) que tendem a preencher lacunas de formação dos professores e, de outro, formadores em relativa sintonia com resultados recentes de pesquisa em EC, diferindo- se assim da primeira tendência, uma vez que as práticas formativas não têm como foco central apenas o preenchimento de lacunas da formação inicial dos professores.

Biografia do Autor

Demétrio Delizoicov Neto, UFSC - Santa Catarina

Graduação em Licenciatura Em Física pela Universidade de São Paulo (1973) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1991).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2009-01-08

Edição

Seção

Artigos