Pensando a natureza da ciência a partir de atividades experimentais investigativas numa escola de formação profissional

Autores

  • Clarice Parreira Senra Colégio Militar de Juiz de Fora (CMJF)
  • Marco Antonio Barbosa Braga CEFET-RJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2014v31n1p7

Palavras-chave:

Natureza da Ciência, Experimentação, Grupos de trabalho, Projetos, Atividades experimentais investigativas

Resumo

A partir de uma concepção de atividade experimental aberta (BORGES, 2002), procurou-se formar um grupo de investigação com alunos de um curso de formação profissional de nível médio (denominada célula de inovação) para desenvolver um projeto de pesquisa técnico-científico. O projeto proposto aos alunos foi o da construção de um coletor solar para aquecimento de água utilizando materiais descartáveis com baixo poder de reciclagem. Pretendeu-se investigar as reflexões empreendidas pelos alunos ao longo dessa atividade sobre a atividade da pesquisa científica e tecnológica e como um ambiente experimental aberto pode facilitar o surgimento da criatividade. A pesquisa se utilizou de diversas formas de coleta de dados sobre o processo educacional, desde a análise das anotações feitas pelo professor orientador da célula durante as atividades até a realização de um grupo focal ao término do projeto.

Biografia do Autor

Clarice Parreira Senra, Colégio Militar de Juiz de Fora (CMJF)

Marco Antonio Barbosa Braga, CEFET-RJ

Downloads

Publicado

2013-11-25

Edição

Seção

Relatos e propostas de experiências didáticas