Simplificando a luneta com lente de óculos

Autores

  • João Batista Garcia Canalle UERJ - Rio de Janeiro
  • Adelino Carlos Ferreira de Souza UERJ - Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Luneta, tripé, baixo custo, lente de óculos

Resumo

A principal ferramenta de trabalho do astrônomo é o telescópio. O manuseio do mesmo é sempre motivo de enorme curiosidade por parte de alunos do ensino fundamental ou médio e até mesmo dos respectivos professores. Visando propiciar o acesso destes a uma luneta de fácil construção, com materiais alternativos, de fácil localização no comércio, de baixo custo e resistente ao manuseio de alunos, simplificamos a montagem de uma luneta construída com lente de óculos de 1 ou 2 graus positivos e monóculos de fotografia, publicado por Canalle (1994). Esta luneta, a qual permite ver as crateras lunares, apresentava como maior dificuldade de construção o tripé e a determinação do local de formação da imagem. Neste trabalho estas duas dificuldades foram solucionadas, pois substituímos o tripé de madeira por uma simples garrafa PET e o monóculo de fotografia (ocular) foi encaixado dentro de uma bucha de redução curta a qual pode deslizar dentro de um tubo de PVC até que a imagem se forme na extremidade deste tubo. Desta maneira, a montagem inicial que já era simples ficou ainda mais simples, mais barata e mais confortável para o uso.

Biografia do Autor

João Batista Garcia Canalle, UERJ - Rio de Janeiro

Graduação em Física Licenciatura pela faculdade Oswaldo Cruz, graduação em Física Bacharelado pela faculdade Oswaldo Cruz, Mestrado em Astronomia pela Universidade de São Paulo, Doutorado em Astronomia pela Universidade de São Paulo e Pós-Doutorado pela University College London da Inglaterra.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2005-01-01

Edição

Seção

Artigos